Início Artigos Plano de saúde para Pequenas e Médias Empresas (PME): a quais pontos...

Plano de saúde para Pequenas e Médias Empresas (PME): a quais pontos se atentar?

Autor

Data

Categoria

Procura um bom plano de saúde empresarial para PME?

Esse é um produto que surgiu a partir do crescimento dos pequenos negócios no Brasil.

Para se ter uma ideia, mesmo em meio à crise provocada pela pandemia de covid-19, mais de 91 mil empresas de pequeno porte foram abertas em 2020.

Divulgado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o dado ressalta a contribuição das PME para a economia brasileira.

De olho na demanda expressiva, o mercado de saúde suplementar vem desenvolvendo produtos cada vez mais personalizados para essas organizações, com convênios que mesclam vantagens da modalidade individual e coletiva.

Se quer saber mais sobre o assunto, este artigo é para você.

Continue lendo e entenda melhor como funciona o plano de saúde PME e quais os pontos de atenção na hora de escolher o produto ideal para sua equipe de colaboradores.

Vamos lá? Neste conteúdo, vamos falar sobre:

  1. O que é um plano de saúde para PME?
  2. Por que contratar um plano de saúde PME?
  3. O que avaliar ao contratar um plano de saúde para PME?
  4. Conheça o plano de saúde PME da Sami

O que é um plano de saúde para PME?

Plano de saúde para PME é aquele focado nas necessidades das pequenas e médias empresas.

Existem diferentes definições para esse tipo de organização, baseadas em critérios como a receita anual, setor produtivo e quantidade de empregados.

Uma das mais conhecidas é a definição do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que considera:

  • Pequena empresa: negócio com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões
  • Média empresa: companhia com faturamento anual de R$ 4,8 milhões a R$ 300 milhões.

Então, podemos dizer que o plano de saúde para PME é aquele desenvolvido para atender às particularidades dessas companhias, que têm menor disponibilidade de orçamento para investir na assistência médica de seus funcionários.

Principais características de um plano PME

O plano de saúde empresarial para PME tem algumas diferenças quando comparado ao produto adquirido por grandes corporações.

Começando pela flexibilidade no número de beneficiários do convênio, que pode ser contratado para duas ou até uma pessoa – no caso do microempreendedor individual (MEI).

Outra distinção está na regra para aplicação de reajustes anuais, que tem maior controle por parte da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) no caso de planos PME com até 29 vidas.

Nos planos para empresas de grande porte, esse reajuste é negociado diretamente pela operadora com o contratante, consultor ou administradora de benefícios.

Esse cenário abre margem para a aplicação de adicionais elevados de um ano para o outro, pois entram na conta fatores como a sinistralidade.

Já nos convênios com menos de 30 vidas, a ANS determina a aplicação de um mesmo percentual para todos os contratos desse tipo dentro da operadora, o que aumenta a proteção contra reajustes abusivos.

Por que contratar um plano de saúde PME?

Se o seu negócio se enquadra como pequena ou média empresa, com certeza o plano PME é o mais vantajoso.

Com essa opção, você terá acesso a um convênio que une a personalização da modalidade individual a mensalidades tradicionalmente mais baixas do plano coletivo.

Mas os benefícios não param por aí, pois oferecer assistência médica aos funcionários é um atrativo para que não precisem depender somente do Sistema Único de Saúde (SUS).

Apesar de essencial, muitas vezes o SUS não tem recursos materiais e humanos suficientes para suprir a busca por procedimentos de saúde em algumas regiões.

O resultado são filas, demora para o atendimento, servidores sobrecarregados e queda na qualidade da assistência prestada ao cidadão.

A seguir, confira detalhes sobre as principais vantagens de contar com um plano de saúde PME.

Acesso a mensalidades menores

Caso a ANS não autorizasse a venda de planos coletivos às PME, grupos pequenos ficariam restritos a opções individuais e familiares, que custam mais caro.

Os produtos coletivos, por outro lado, permitem a redução nas mensalidades e ampliam o acesso a serviços adicionais.

Dessa forma, sua equipe terá atendimento de qualidade sem comprometer a saúde financeira do negócio.

Atração e retenção de talentos

O plano de saúde é um dos benefícios mais desejados pelos brasileiros, especialmente neste contexto de pandemia de coronavírus.

De acordo com um levantamento da consultoria Robert Half, a assistência médica é prioridade para 77,8% dos profissionais, e oferecida por 85% dos empregadores.

Nesse cenário, garantir um bom plano é fundamental para atrair indivíduos de alta performance, conhecidos no mundo do RH como talentos.

O benefício ainda fará com que eles pensem duas vezes antes de deixar sua empresa para trabalhar num concorrente.

Melhora na qualidade de vida dos colaboradores

Qualidade de vida no trabalho (QVT) é um conceito diretamente relacionado à percepção de bem-estar pelos colaboradores.

Quando existe QVT, há uma melhora no clima organizacional, produtividade, satisfação e saúde do colaborador.

Ter um convênio ajuda a elevar a qualidade de vida no trabalho, pois dá tranquilidade ao funcionário por saber que ele e seus dependentes podem contar com assistência médica de forma ágil e garantida.

Também contribui para diminuir os níveis de rotatividade (turnover) e faltas no trabalho (absenteísmo).

Redução da carga tributária

Como a legislação brasileira permite a dedução de gastos com saúde e educação do Imposto de Renda, o plano de saúde PME colabora para diminuir esses custos.

Para isso, faça um controle rígido dos processos, guardando toda a documentação referente ao convênio e, se for preciso, conte com o auxílio de um contador para declarar o imposto de maneira correta.

O que avaliar ao contratar um plano de saúde para PME?

Agora que já conferiu as vantagens do plano de saúde PME, você deve estar se perguntando quais quesitos levar em consideração antes de contratar o convênio.

A dica, aqui, é escolher o mais adequado às necessidades e desejos do seu time.

Veja, a seguir, 6 pontos essenciais que devem pesar na seleção do plano de saúde.

1. Perfil dos usuários

Esse deve ser o primeiro fator avaliado, porque é essencial saber o perfil de uso para escolher a segmentação assistencial ou cobertura do convênio.

Se a equipe é formada por pessoas jovens, saudáveis e que não pretendem ter filhos nos próximos anos, dá para escolher uma cobertura Ambulatorial, focando em consultas e exames para economizar nas mensalidades.

No entanto, se os funcionários considerarem uma gravidez num futuro próximo, faz mais sentido dispor de um plano com Obstetrícia, que cubra os procedimentos do pré-natal e parto.

2. Acomodações

Quando o convênio inclui cobertura para cirurgia e internação, cabe ao contratante definir em quais acomodações o beneficiário vai ficar, escolhendo entre enfermaria ou apartamento.

Na enfermaria, o quarto é compartilhado entre até 3 pessoas, tem um único banheiro e horário de visitas reduzido, mas custa menos.

Já o apartamento é um quarto individual, com o próprio banheiro e horário de visitas estendido, porém, tem custo mais alto.

3. Modalidade de pagamento

Embora o modelo pré-pago seja o mais popular entre os planos de saúde, existem alternativas para dividir os gastos com os colaboradores, a exemplo da coparticipação.

Nessa modalidade, a empresa arca com uma porcentagem do valor das mensalidades, enquanto o empregado tem o restante descontado em folha.

Avalie essa possibilidade com cautela, pois, na coparticipação, uma taxa extra será cobrada a cada procedimento realizado.

4. Abrangência

Existem planos de saúde com abrangência municipal, estadual, regional ou nacional.

O melhor para sua equipe vai depender da quantidade e frequência de viagens realizadas.

Caso a maioria das pessoas trabalhe no escritório de uma única cidade, a melhor escolha é o regional, pois pagar pelo plano nacional pode ser desnecessário.

Entretanto, essa opção é bem-vinda para funcionários que façam muitas viagens por mês.

5. Rede credenciada

A rede credenciada reúne todos os estabelecimentos e profissionais cobertos pelo plano de saúde.

Na hora de avaliar esse quesito, dê preferência aos locais e profissionais em que você confia e que tenham boa reputação.

Considere também a proximidade entre os estabelecimentos e os lugares que fazem parte da rotina, como a residência e o escritório.

Assim, há garantia de atendimento rápido diante de emergências.

6. Carência

Carência é o tempo que o beneficiário precisa esperar para ter acesso a todos os serviços do convênio.

Nos planos coletivos empresariais – caso do plano PME –, a ANS estabelece as seguintes regras:

  • Empresas com até 29 beneficiários: a operadora pode aplicar períodos de carência, obedecendo à legislação. Mas é possível negociar uma redução ou até isenção da carência, portanto, pesquise e compare as condições ofertadas pelas operadoras
  • Empresas com 30 ou mais beneficiários: os funcionários não precisam cumprir carência, desde que ingressem no plano em até 30 dias após serem contratados pela empresa.

Conheça o plano de saúde PME da Sami

Na Sami, combinamos um plano completo para os seus funcionários, com medidas preventivas e preço justo.

Nossos planos são para MEI e empresas de pequeno e médio porte, a partir de 1 pessoa, nas cidades de São Paulo, Guarulhos, Osasco, Taboão da Serra e no ABC, com preços a partir de R$ 172 por mês por pessoa.

Com eles, cada membro tem acesso ao seu próprio time de saúde, com médico, enfermeiros e coordenadores do cuidado, que atendem você sempre que necessário e fazem o cuidado coordenado da sua saúde como um todo junto com os especialistas necessários.

Nossa rede credenciada, os Parceiros Clínicos, oferecem hospitais e laboratórios que são referências, como Beneficência Portuguesa, Maternidade Santa Izildinha e Labi.

E tem mais: na Sami, sabemos que a saúde vai muito além de uma carteirinha

Por isso, também incluímos no nosso plano nossa Rede de Hábitos Saudáveis, que inclui o aplicativo de academias e exercícios Gympass e adicionais exclusivos como meditação guiada, yoga, exercícios de mindfulness e até terapia digital – tudo grátis, já incluído no plano.

Clique no botão abaixo e faça uma cotação agora mesmo!

e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Diabetes gestacional: causa, sintomas e riscos para o bebê

A hiperglicemia durante a gestação surge a partir de alterações hormonais, e pode provocar diversas complicações à saúde da gestante e do feto

Do rim à visão: veja 10 complicações causadas pelo diabetes

O diabetes é um grande problema de saúde pública, segundo o Atlas do Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (IDF), de 2021....

 Pré-diabetes: o que é, quais são as causas e como prevenir

Cerca de 15 milhões de pessoas têm pré-diabetes no Brasil, segundo uma pesquisa do International Diabetes Federation. Pré-diabetes é o termo usado...

Diabetes tipo 1 e tipo 2: você sabe qual é a diferença?

Se você não é diabético, provavelmente conhece alguém que tenha diabetes. De acordo com o Atlas do Diabetes da Federação Internacional de...

Diabetes: saiba quais são as causas, sintomas e como tratar

O diabetes é efeito de uma baixa ou ausência de produção de insulina, causada por fatores genéticos ou hábitos de vida prejudiciais...
e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero
×