Início Plano de Saúde Quanto custa um plano de saúde empresarial?

Quanto custa um plano de saúde empresarial?

Autor

Data

Categoria

Entender quanto custa um plano de saúde empresarial e como esse preço é formado são alguns dos primeiros quesitos a se pensar na hora de contratar o benefício para sua empresa, certo? No entanto, há uma série de fatores que você deve levar em conta para que o custo-benefício valha a pena na hora de usufruir dos serviços.

Neste conteúdo, explicamos cada fator que determina quanto custa um plano de saúde empresarial. Esse é um critério importante inclusive durante a troca ou upgrade do plano empresarial.

E também aproveitamos para apresentar como a Sami funciona e ajudar você a tomar a melhor decisão na contratação do seu plano. Acompanhe!

Neste conteúdo, vamos falar sobre:

  1. Por que o preço do plano de saúde empresarial é menor que o individual/familiar?
  2. Como é formado o preço do plano de saúde empresarial?
  3. Como funciona o reajuste do plano de saúde empresarial?
  4. O que levar em conta na hora de escolher seu plano de saúde empresarial
  5. Procurando plano para você ou seu negócio? Vem pra Sami!

Por que o preço do plano de saúde empresarial é menor que o individual/familiar?

O preço do plano de saúde empresarial tende a ser menor por conta do número de beneficiários. Quanto mais pessoas aderirem ao contrato, mais fácil será a negociação da empresa com a operadora. Além disso, outros fatores fazem com que o plano de saúde individual/familiar tenha valores mais elevados em comparação com o empresarial:

  • Regras mais rígidas para o cancelamento por parte das operadoras – só podem cancelar o plano de saúde individual em caso de fraude ou não pagamento;
  • Uso excessivo do plano de saúde – geralmente quem precisa contratar um plano de saúde individual, considerando os valores mais altos, são pessoas que fazem tratamentos contínuos ou acionam os serviços de saúde com frequência, como pessoas com doenças crônicas, idosos e famílias com crianças pequenas. Esse uso frequente dos serviços acaba não tendo um bom custo-benefício para as operadoras e influenciam no valor final dos planos de saúde individuais;

Com a Sami, você tem acesso a saúde de qualidade por um preço justo. Nossos planos são para MEI e PJ a partir de 1 pessoa, com preços a partir de R$172/mês. Faça uma cotação clicando no botão abaixo.

Como é formado o preço do plano de saúde empresarial?

Mais importante do que procurar uma tabela de preços de plano de saúde (que não existe de forma oficial) é entender como os preços dos planos são formados. São diversos fatores que, combinados, vão determinar quanto custa um plano de saúde empresarial. Veja como cada um deles influencia o preço final:

Segmentação assistencial e cobertura – existem 12 categorias de planos de saúde definidas pela ANS, cada uma com cobertura específica de serviços de saúde, que precisam ser oferecidos obrigatoriamente pelos planos de saúde. As categorias de planos de saúde são: 

  • Ambulatorial; 
  • Hospitalar sem obstetrícia; 
  • Hospitalar com obstetrícia; 
  • Exclusivamente odontológico; 
  • Referência; 
  • Ambulatorial + odontológico; 
  • Ambulatorial + hospitalar sem obstetrícia; 
  • Ambulatorial + hospitalar + obstetrícia; 
  • Hospitalar + obstetrícia + odontologia; 
  • Hospitalar sem obstetrícia + odontologia; 
  • Ambulatorial + hospitalar sem obstetrícia + odontologia; 
  • Ambulatorial + hospitalar com obstetrícia + odontologia.

O preço do plano de saúde vai variar de acordo com a segmentação escolhida e a cobertura que ela abrange.

Por exemplo, um plano Referência – que engloba assistência médico-ambulatorial, obstetrícia, além de cirurgia e internação – terá valor superior a um plano Ambulatorial, que engloba apenas consultas médicas, exames, tratamentos e outros procedimentos que não necessitam de atendimento hospitalar e/ou internação.

Acomodação em enfermaria ou apartamento – em planos que abrangem internação hospitalar, a acomodação pode ser em enfermaria, na qual o quarto é dividido entre dois ou mais pacientes e possui horários de visita mais restritos, ou em apartamento, onde o paciente tem o próprio quarto e possui regras de visitação mais flexíveis. Geralmente, o valor do plano de saúde com acomodação em apartamento tem valor superior. Aqui na Sami você pode optar por planos com quarto coletivo ou quarto individual.

Área de abrangência – o plano de saúde empresarial pode ter cobertura regional ou nacional. Enquanto a cobertura nacional permite que os serviços de saúde sejam usados em todo o país, conforme a rede credenciada, a cobertura regional pode abranger apenas uma única cidade ou um conjunto de municípios/estados. Quanto maior a área de abrangência, mais caro tende a ser o plano de saúde empresarial. A Sami atualmente oferece planos com abrangência em São Paulo – SP.

Rede credenciadaé o que determina os estabelecimentos que atendem ao plano de saúde, como clínicas médicas, hospitais, laboratórios, pronto-atendimentos, entre outros. Essa rede também pode ser própria, quando os serviços de saúde previstos no plano pertencem à operadora. Um plano de saúde empresarial cuja rede credenciada abrange uma grande variedade de serviços, incluindo estabelecimentos renomados, tem um preço maior em comparação a um plano com rede própria ou pequena variedade de estabelecimentos credenciados. Com a Sami, você tem acesso a hospitais e laboratórios de qualidade, como Beneficência Portuguesa, Maternidade Santa Izildinha e Labi.

Idade do beneficiário – a faixa de preço do plano de saúde aumenta de acordo com a idade do beneficiário. Isso é previsto porque, geralmente, com aumento da idade, o uso de serviços médicos se torna mais frequentes e necessários. 

Como funciona o reajuste do plano de saúde empresarial?

Os reajustes do plano empresarial também interferem no custo final do produto. São três critérios para a manutenção dos preços – alguns regulamentados pela ANS e outros definidos pela própria operadora:

Reajuste do plano de saúde empresarial anual

  • Para empresas com até 29 colaboradores: a ANS estabelece que a operadora aplique o mesmo percentual de reajuste para todos os contratos de planos de saúde empresariais com até 29 vidas. 
  • Para empresas com 30 ou mais colaboradores: o reajuste é definido em contrato e estabelecido a partir da negociação entre a operadora e a empresa contratante.

Na Sami, temos o compromisso de oferecer saúde de qualidade por um preço justo. Por isso, nossos reajustes não seguem a fórmula abusiva do mercado tradicional: nossos reajustes seguem a inflação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Reajuste do plano de saúde empresarial por mudança de faixa etária

As regras de reajuste por mudança de faixa etária são definidas pela ANS e valem para planos empresariais e individuais/familiares. O reajuste só pode ser aplicado nas faixas etárias autorizadas.

Veja quais são as normas de acordo com a data de contratação do plano:

Data de contratação do planoFaixas etárias para aplicação do reajusteRegras para o reajuste 
Até 2 de janeiro de 1999Deve seguir o que está estabelecido em contrato com a operadora.Deve seguir o que está estabelecido em contrato com a operadora.
Entre 2 de janeiro de 1999 e 31º de dezembro de 20030 a 17 anos;
18 a 29 anos;
30 a 39 anos;
40 a 49 anos;
50 a 59 anos;
60 a 69 anos;
70 anos ou mais.
O preço da última faixa etária só pode ser, no máximo, seis vezes maior que o preço da primeira faixa;
Beneficiários com mais de 60 anos e que estão no contrato há mais dez anos não podem sofrer reajuste por idade.
Após 1º de janeiro de 20040 a 18 anos;
19 a 23 anos;
24 a 28 anos;
29 a 33 anos;
34 a 38 anos;
39 a 43 anos;
44 a 48 anos;
49 a 53 anos;
54 a 58 anos;
59 anos ou mais.
O valor fixado para a última faixa etária não pode ser seis vezes maior que o valor da primeira;
A variação acumulada entre a sétima e a décima faixa etária não pode ser maior que a variação acumulada entre as sete primeiras.

Reajuste do plano de saúde empresarial por sinistralidade

A sinistralidade é a relação entre o número de serviços de saúde que o beneficiário usou, como consultas, exames, cirurgia etc, e o valor pago pela empresa para a operadora do plano de saúde. A operadora pode cobrar da sua empresa um reajuste por sinistralidade se ela julgar que seus colaboradores acionaram o plano de saúde mais vezes do que o previsto em determinado período.

O que levar em conta na hora de escolher seu plano de saúde empresarial

Na hora de escolher o plano de saúde para a sua empresa é essencial conhecer o perfil dos seus colaboradores para que você possa medir o custo-benefício das opções ofertadas pelas operadoras. Nem sempre o plano mais barato é o plano ideal.

Esteja atento a algumas questões, tais como:

Onde os colaboradores residem – se sua equipe mora na mesma cidade ou região metropolitana, é possível escolher um plano de saúde com abrangência regional, que terá um custo menor. Caso seus colaboradores façam viagens pela empresa, é interessante pensar em um plano de saúde com abrangência nacional.

Perfil familiar dos colaboradores – lembre-se que é possível incluir dependentes ao plano de saúde, mesmo que sua empresa não seja responsável pelo pagamento. Essa questão pode ser importante na hora de decidir por um plano com ou sem assistência obstetrícia, por exemplo.

Se há colaboradores com doenças crônicas – é importante estar atento se o plano de saúde a escolher oferece assistência e tratamento para doenças como diabetes, hipertensão, câncer, entre outras.

Credibilidade da operadora e rede credenciada – pesquise a reputação da operadora que pretende contratar e dos principais estabelecimentos de saúde que a rede credenciada dispõe. Se o plano de saúde não atender às necessidades dos seus colaboradores, o custo-benefício não irá valer a pena para a sua empresa.

Se o plano de saúde oferece programas de saúde preventiva – investir na prevenção de doenças e no bem-estar dos seus funcionários ajuda a reduzir a necessidade de uso do plano de saúde diversas vezes e, consequentemente, diminui a sinistralidade.

Procurando plano para você ou seu negócio? Vem pra Sami!

Como você viu acima, a Sami oferece um plano de saúde de qualidade com um preço justo. Nossos planos são para MEI e PJ a partir de 1 pessoa na cidade de São Paulo.

Cada membro da Sami tem acesso ao seu Time de Saúde, com médicas ou médicos e enfermeiras para coordenar o cuidado com a sua saúde, do jeito que você quiser e precisar.

Nossa rede credenciada, os Parceiros Clínicos da Sami, inclui hospitais e laboratórios de qualidade como Beneficência Portuguesa, Maternidade Santa Izildinha e Labi.

Nós acreditamos também que saúde vai muito além de consultas e exames. Por isso, criamos nossa Rede de Hábitos Saudáveis, que inclui Gympass e Vitalk por tempo limitado.

Faça uma cotação e comece a cuidar melhor da sua saúde hoje mesmo!

Referências

Sami Plano de Saúde Empresarial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Demissão: como realizar preservando a saúde do colaborador

A demissão é uma realidade que faz parte de qualquer empresa e carreira. Seja motivada pela corporação ou pelo...

Corretor de plano de saúde: você sabe o que é e o que ele faz?

Contar com um plano de saúde está entre os maiores desejos dos brasileiros. Perde apenas...

Empreendedorismo e depressão: como prevenir e como cuidar

A relação entre empreendedorismo e depressão vem ganhando evidência nos últimos anos. E não é por acaso, afinal, a...

Terapia e empreendedorismo: quando é indicada?

Empreender não é uma tarefa fácil e muitas vezes pode ser solitária. Todo empreendedor está preocupado com os rumos da empresa, afinal...

Síndrome do impostor: o que é e como prevenir-se como empreendedor?

Não sei como isso deu certo. Eu nem acho que fiz muito. Agradeço o elogio, mas acho que não mereço tanto. Sinto...
Sami Plano de Saúde Empresarial