Sami Plano de Saúde Empresarial
Início Plano de Saúde Por que um plano de saúde empresarial custa menos que o individual?

Por que um plano de saúde empresarial custa menos que o individual?

Autor

Data

Categoria

O plano de saúde empresarial pode ser um diferencial na lista de benefícios de uma empresa. Além de ser um excelente fator de retenção de funcionários, ter um serviço de assistência médica no pacote de benefícios é uma forma de proporcionar a sua equipe segurança e qualidade de vida.

Os custos de um plano de saúde variam de acordo com o modelo de contrato, a abrangência geográfica, a qualidade da rede credenciada e a segmentação assistencial.

Além disso, os preços praticados também têm uma grande variação de operadora para operadora, o que pode deixar o consumidor em dúvida.

Mas uma coisa é certa: os planos de saúde empresarial tendem a ser mais baratos do que os planos voltados para pessoa física.

Isso ocorre por vários fatores, incluindo a questão de oferta e demanda.

As regras para oferta de um plano de saúde individual ou familiar, assim como os preços praticados, seguem uma linha mais rigorosa.

Já os planos de saúde empresariais têm flexibilidade tanto em relação ao preço como também de regulamentação. Dessa forma, as operadoras têm maior autonomia para estabelecer os contratos e isso contribui para que seja possível oferecer opções com preços mais competitivos.

Geralmente, a contratação de um plano de saúde empresarial é feita pela área de Recursos Humanos de uma empresa ou por uma administradora de benefícios.

Assim, uma vez que tenha fechado a contratação, a pessoa jurídica contratante pode oferecer o benefício aos seus funcionários (planos empresariais) ou associados (planos por adesão).

Por se enquadrar na categoria de planos de saúde coletivos, o preço de serviços de assistência médica direcionados ao mercado corporativo tendem a ser mais baratos que os voltados para pessoa física.

Isso ocorre não só por conta da legislação mais flexível desta modalidade de plano de saúde, mas também porque os contratos dos planos de saúde coletivos englobam maior número de beneficiários.

Com isso, o custo-benefício para as operadoras aumenta, o que faz com que a pessoa jurídica contratante também consiga negociar custos mais acessíveis.

Por que minha empresa deve oferecer um plano de saúde?

Existem diversas formas de manter um funcionário motivado e produtivo. Uma delas é oferecer benefícios que demonstrem a preocupação da empresa com a qualidade de vida da sua equipe.

Nesse contexto, o plano de saúde empresarial surge como uma das melhores alternativas para valorizar os colaboradores.

Incluir esse serviço no pacote de benefícios contribui tanto para a retenção de talento, como também para a valorização da empresa em processos de recrutamento e seleção.

Ofereça benefícios e programas que estimulem a motivação e a produtividade dos colaboradores

Há várias maneiras diferentes de motivar um colaborador. E, muitas vezes, é possível incentivá-los por meio de iniciativas que vão além do reconhecimento financeiro.

Atualmente, além da remuneração, há muitos profissionais que prezam pela segurança e priorizam o bem-estar. Portanto, é válido encontrar políticas que favoreçam a troca de informações e reforcem a importância de cada indivíduo na construção e desenvolvimento da sua empresa.

Reflita: o que seria da sua empresa se não fosse o esforço coletivo de seus colaboradores?

Como contratar um plano de saúde?

Para adquirir um plano de saúde empresarial, é necessário que o contratante seja uma pessoa jurídica ou seja, que tenha um número de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ativo.

Isso é válido para empresas de todos os portes, incluindo microempreendedores individuais (MEI). A contratação do benefício por empresas se enquadra na opção de planos coletivos.

Dessa forma, um representante da empresa deverá entrar em contato com uma operadora de saúde e solicitar uma cotação. Caso a pessoa jurídica seja um sindicato, associação ou conselho profissional, geralmente o contato com a operadora é feito por uma administradora de benefícios.

Há opções de plano de saúde para todos os tamanhos de empresa. Caberá à empresa contratante negociar com a operadora ou administradora os valores que serão totalmente subsidiados por ela, se parte do valor da mensalidade será pago pelos colaboradores ou se o plano terá coparticipação.

Vantagens de um plano de saúde empresarial

O plano de saúde empresarial está entre os serviços mais almejados por profissionais com vínculo empregatício. Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS)/IBOPE aponta que o plano de saúde é o terceiro maior desejo de consumo dos brasileiros.

São muitas as motivações que devem levar uma empresa a contratar o serviço para incluí-lo no pacote de benefícios oferecido aos seus colaboradores.

Vantagens de um plano de saúde empresarial
Conheça as vantagens e diferenciais de um plano de saúde empresarial no pacote de benefícios da sua empresa

No entanto, se você ainda não estiver convencido das vantagens que isso traz, confira abaixo algumas boas razões para contratar um plano de saúde para seus colaboradores:

  1. Planos de saúde empresariais tendem a ser mais baratos que os planos de saúde individuais;
  2. Possibilidade de isenção de períodos de carência;
  3. Mais agilidade para a realização de procedimentos e atendimentos médicos;
  4. Aumento da motivação e do engajamento da equipe;
  5. Dedução de impostos;
  6. Possibilidade de dividir os custos do plano com o colaborador.

Além disso, algumas operadoras evidenciam a importância dos cuidados preventivos e contribuem para a promoção do bem-estar e da qualidade de vida dos beneficiários, algo que pode favorecer e muito a saúde dos seus colaboradores.

O que caracteriza um plano de saúde empresarial?

Como falado anteriormente, um serviço de assistência médica empresarial se enquadra no modelo de contrato de planos de saúde coletivo.

As opções de planos de saúde empresarial exigem que o contratante tenha um CNPJ ativo.

Na maioria das vezes, modelos de contrato coletivos tendem a ter isenção de carência e os beneficiários podem, portanto, realizar todos os procedimentos previstos em contrato assim que a contratação seja efetivada.

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o beneficiário do plano empresarial fica isento de cumprir carência nos seguintes casos:

  • Se o ingresso do beneficiário acontecer até 30 dias após a celebração do contrato;
  • Se o ingresso acontecer no aniversário do contrato.

Isso é válido para planos empresariais com número de participantes igual ou maior que 30.

Caso o ingresso no plano aconteça após os períodos indicados ou o plano empresarial tenha menos de 30 participantes, a operadora poderá exigir o cumprimento dos prazos de carência.

Para o contratante, vale negociar sobre esses pontos e buscar a operadora que garanta não só um plano de qualidade como também ofereça as melhores condições de contratação.

Por que plano de saúde empresarial é mais barato?

O valor dos serviços oferecidos pelas operadoras de planos de saúde são calculados com base no valor total de contratos individuais, ou seja, no número de pessoas que irão receber esse benefício.

Porque plano de saúde empresarial é mais barato?
O plano de saúde empresarial tende a custar menos que um plano individual. Saiba alguns dos motivos

Então, quando a operadora calcula o valor do plano de saúde empresarial, ela considera também a variação do número de atendimentos e o total de vidas vinculadas ao benefício.

Uma maior quantidade de vidas incluídas no contrato favorece, portanto, a relação custo/benefício para as operadores, refletindo diretamente no valor final a ser cobrado das empresas que contratam o serviço.

Isso sem falar nos casos de planos de saúde com coparticipação, no qual a empresa e o colaborador dividem os custos dos serviços utilizados.

Planos de saúde individual ou familiar tendem a ter uma sinistralidade maior. A sinistralidade pode ser definida como a relação entre o número de vezes que um beneficiário utiliza o plano e o valor pago pelo benefício à operadora.

Assim, cada procedimento realizado – seja uma consulta, um exame ou uma cirurgia complexa – é caracterizado como um sinistro. Assim, quanto mais uma pessoa usa o plano,
maior será a sinistralidade.

A sinistralidade é um dos fatores que mais impactam nos valores de reajustes definidos pelas empresas. Como o reajuste dos planos individuais tem um teto determinado pela ANS, as operadoras não conseguem repassar integralmente os custos provocados pela alta sinistralidade nos planos individuais.

Assim, essa forma de contratação tende a ser muito desavantajosa como produto para as operadoras de saúde.

Gostaria de saber outras razões que fazem com que os planos de saúde individuais sejam mais caros? Então, continue aqui no blog da Sami e confira este artigo onde explicamos de forma mais detalhada por que os planos de saúde individuais são mais caros.

Sami Plano de Saúde Empresarial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

IT Forum 365: Healthtech Sami capta R$ 86 mi e quer ser o Nubank dos planos de saúde

Vitor Asseituno (na foto à esquerda) tinha acabado de vender sua empresa no setor de feiras de negócios, a Live Healthcare, e...

Startupi: Healthtech recebe aporte de R$ 86 milhões e se prepara para virar operadora de planos de saúde

A healthtech Sami anunciou hoje um novo aporte de R$ 86 milhões. O investimento foi coliderado pela Valor Capital Group e pela...

Exame: Com aporte de R$ 86 mi, startup Sami vira operadora de planos de saúde

A startup de saúde Sami, fundada em 2018, anuncia nesta terça-feira, 20, ter recebido um investimento de 86 milhões de reais, liderado...

CNN Brasil: Sami capta R$ 86 milhões e deve se tornar operadora de plano de saúde para PMEs

A healthtech Sami anunciou nesta terça-feira (20) que recebeu um aporte de R$ 86 milhões comandado pela Valor Capital Group e pela...

Neo Feed: Na onda das healthtechs, Sami recebe aporte R$ 86 milhões e cria plano de saúde

A pandemia do novo coronavírus colocou as healthtechs brasileiras na prateleira de cima dos investidores de venture capital. Tanto que, de janeiro...
Sami Plano de Saúde Empresarial