Início Saúde O que é psicologia organizacional e como ela pode ajudar seu negócio

O que é psicologia organizacional e como ela pode ajudar seu negócio

Autor

Data

Categoria

Abrangente, a psicologia é uma ciência que está presente em tudo que envolve o indivíduo, desde os tempos primórdios. Está nos relacionamentos cotidianos, familiares, amorosos e, claro, também está nas empresas.

A chamada psicologia organizacional ajuda instituições a entenderem melhor os colaboradores e, assim, torná-los mais felizes e produtivos no dia a dia.

Ter colaboradores felizes e motivados é o segredo para aumentar a produtividade da equipe e, como resultado, trazer mais vendas para a empresa enquanto promove a qualidade de vida. Existem alguns métodos que têm como objetivo solucionar problemas relacionados à gestão, um desses métodos é chamado de psicologia organizacional.

Pensando nisso, investir em uma estratégia para melhorar a relação entre gestores e empregados é fundamental para se manter evidente no competitivo mercado e ter sucesso nos negócios. É sobre isto que vamos falar neste conteúdo.

Veja abaixo os tópicos que vamos abordar:

  1. O que é psicologia organizacional?
  2. Qual a importância da psicologia organizacional?
  3. Como cuidar da saúde mental dos colaboradores?
  4. Procurando um plano para seu negócio? Vem pra Sami

O que é psicologia organizacional?

A psicologia organizacional é, basicamente, a aplicação dos estudos da psicologia no contexto das empresas, oferecendo bem-estar aos colaboradores e diretores. O psicólogo organizacional está aliado à área de Recursos Humanos com o intuito de alinhar interesses da organização com os interesses da equipe, tornando o clima interno agradável.

Sabemos que uma empresa não é feita apenas de máquinas e processos. O ser humano conta muito para o sucesso dos negócios. Vejamos, se o clima organizacional está ruim, é provável que existam muitos conflitos entre equipes e, com isso, os colaboradores se tornam desmotivados e desatualizados das boas práticas das suas funções.

Além disso, diversos problemas podem ser gerados para a organização: operações podem não fluir da melhor maneira e os funcionários não irão trabalhar com amor e vontade, causando problemas na qualidade no produto e no resultado final das vendas.

Esse ramo analisa o comportamento humano durante o expediente, auxiliando na resolução de problemas na gestão de pessoas. Com isso, ela pode ser aplicada em diversos momentos, como: recrutamento e seleção, treinamentos, gestão de conflitos e cuidados com a saúde no trabalho, principalmente a mental.

Qual a importância da psicologia organizacional?

Quando uma instituição conta com a ajuda de um psicólogo da área, ela consegue compreender cada colaborador, de maneira individual. Ou seja, como eles são, como exercem suas funções, quais competências, defeitos, qualidades, entre outros.

Ao montar um guia individual de cada um, é possível levar esses benefícios para a equipe e tornar um clima mais agradável e eficaz para todos. Estudando cada profissional, é possível encaixá-lo na equipe que mais o traduz ou, então, adequá-lo para trabalhar com um grupo específico.

Outro exemplo dos benefícios da psicologia organizacional se dá no campo do processo de recrutamento e seleção. Ter um profissional da área nesse momento é possível entender melhor os perfis dos candidatos e escolher a pessoa certa não só pelo perfil profissional e técnico, como comportamentos adequados à vaga e cultura da empresa.

Além disso, o psicólogo pode solidificar a imagem da empresa internamente e fazer com que todos os colaboradores lutem pela mesma missão, bem como serem evangelizadores da marca. Conhecemos diversas empresas que os próprios colaboradores falam bem, o que as torna muito mais disputadas e sempre à frente na competitividade.

E claro, esse profissional ajuda a resolver conflitos internos que podem prejudicar o desempenho das funções e a identificar forças e fraquezas de cada equipe, com o intuito de montar estratégias para preencher lacunas e extrair o melhor de cada grupo, como programas de avaliação de desempenho.

Todas essas questões ajudam na motivação e engajamento da empresa com seus colaboradores e dos seus colaboradores com a empresa. Um local de trabalho amigável e eficaz faz seus funcionários se sentirem valorizados e terem mais zelo pelo que exercem e, ainda, se empenhar ainda mais para permanecer e crescer na carreira. Afeta positivamente a produtividade da equipe como um todo.

Isso coopera, de maneira extremamente eficaz, na resolução de um problema muito comum e que assombra profissionais do RH: a rotatividade. Desligamentos de pessoal atrasam processos e prejudicam a imagem da empresa como um todo, não só entre colaboradores atuais e futuros, como a empresa no mercado.

Quais são as áreas nas quais a psicologia organizacional pode atuar?

Como vimos, o psicólogo organizacional pode trabalhar em várias frentes, são elas:

  • Treinamentos: planejando e aplicando treinamentos para iniciar e crescer pessoas em suas carreiras;
  • Gestão de conflitos: mediando qualquer conflito que venha surgir;
  • Recrutamento e seleção: analisando cada candidato à vaga para ter o melhor proveito;
  • Plano de carreira: aprimorando cargos e salários de maneira justa para manter colaboradores motivados;
  • Diagnóstico: analisando como está o clima interno e soluções para melhorar.

Como cuidar da saúde mental dos colaboradores?

A saúde mental vem causando preocupação entre os recursos humanos. Isso porque um dos grandes motivos de afastamento do ambiente corporativo está relacionado a transtornos de ansiedade, estresse e depressão.

Como cuidar da saúde mental no trabalho

LEIA MAIS NO BLOG DA SAMI

Como promover a saúde mental no trabalho?

Portanto, garantir a saúde mental dos colaboradores vem se tornando cada vez mais essencial, pois uma vez que a saúde mental é prejudicada, a organização também sofre prejuízos.

Para evitar que seus colaboradores sofram com transtornos, muitas vezes, derivados do estresse, existem algumas medidas da psicologia organizacional para cuidar do bem-estar mental dos empregados, como:

  • Reduzir fatores de risco relacionados ao trabalho;
  • Desenvolver aspectos positivos de trabalho e habilidades;
  • Enfrentar transtornos mentais como doenças sérias;
  • Oferecer benefícios para empregados;
  • Diminuir carga de trabalho para não sobrecarregar o colaborador;
  • Evitar passar do horário estabelecido;
  • Ouvir críticas e sugestões de colaboradores;
  • Oferecer conforto e um ambiente seguro e inspirador.

Além disso, existem outras práticas que a empresa pode adotar para cuidar da saúde mental dos colaboradores, como proporcionar horários flexíveis e dar liberdade aos colaboradores. 

É possível, ainda, proporcionar práticas interativas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), atividades como yoga, massagem, alongamento, meditação, entre outros, melhoram a concentração, produtividade, bem-estar e humor. Sendo assim, colaboradores que participam de atividades como essas conseguem lidar melhor com as emoções do dia a dia e terem mais discernimento para lidar com problemas futuros.

Outra ideia é promover programas e palestras que discutem sobre a saúde mental e como ela pode ser cuidada no ambiente de trabalho. Manter os colaboradores informados sobre o tema é importante para que saibam exatamente o que é ter uma boa saúde mental e quando está em declínio, para procurar ajuda profissional.

Procurando um plano para seu negócio? Vem pra Sami

Na Sami, temos a missão de oferecer saúde por completo por um preço justo. Nossos planos vão muito além de consultas e exames: nossa Rede de Hábitos Saudáveis também promove a saúde mental com aplicativos como Gympass e adicionais exclusivos como meditação guiada, yoga, exercícios de mindfulness e até terapia digital – tudo grátis, já incluído no plano.

Nossos planos de saúde empresariais são para MEI e PJ a partir de 1 pessoa nas cidades de São Paulo, Guarulhos, Osasco, Taboão da Serra e no ABC, com preços a partir de R$ 172 por mês por pessoa.

Nossa rede credenciada, os Parceiros Clínicos da Sami, inclui opções de hospitais, clínicas, maternidades e laboratórios de qualidade como Beneficência Portuguesa, Hospital Oswaldo Cruz (unidade Vergueiro), Maternidade Santa Izildinha, laboratório Labi, entre outros.

Clique no botão abaixo e faça uma cotação!

e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Conheça as 10 doenças respiratórias mais comuns no inverno

Tempo seco, maior tempo de permanência em lugares fechados e redução da ventilação dos ambientes – principalmente para evitar os ventos fortes...

O impacto de um bom plano de saúde na experiência do colaborador

Como você deve imaginar, a experiência do colaborador com a sua empresa impacta diretamente na produção da sua demanda. Logo, no seu...

Bronquite, sinusite e rinite: tudo sobre as “ites” do inverno

Bronquite, sinusite e rinite: essas doenças provocam inflamações em diferentes partes do sistema respiratório e podem ser causadas por vírus, bactérias ou alergias.

Gripe e resfriado: descubra a diferença entre os dois

Apesar de as duas doenças afetarem o sistema respiratório e terem forte incidência no inverno, elas possuem sintomas com intensidades diferentes. Você...

Hipertensão: as causas e consequências da pressão alta

Já pensou que, neste exato momento, o seu organismo pode estar sendo prejudicado por uma doença silenciosa? No mundo todo, cerca de...
e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero
×