Início Saúde Como promover e preservar a saúde mental?

Como promover e preservar a saúde mental?

Autor

Data

Categoria

A rotina das empresas vem sendo cada vez mais agitada com o passar dos anos e o dia a dia de muitos profissionais é cheio de responsabilidades intensas. São prazos, performance, competitividade, cobranças… E, dependendo de como tudo isso acontece, os resultados trazem impactos negativos para a saúde dos colaboradores e para o ambiente organizacional. Mas, afinal, o que exatamente é saúde mental no trabalho? E porque isso é relevante?

Saúde mental no trabalho

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde mental no trabalho é quando uma pessoa se sente bem trabalhando, usando todo o seu dinamismo e sua capacidade com a maior abrangência possível, se sentindo satisfeita em desempenhar um bom trabalho e ter bons resultados.

Para Marli Martinez, psicóloga da IntregraRH, quando estamos em uma posição que está alinhada com o que gostamos de fazer ou com nossa formação, caso ela exista, nos dedicamos mais e nos sentimos mais satisfeitos em desempenhar aquela tarefa. E isso é essencial para o bom funcionamento das diversas responsabilidades de uma empresa.

Qual a importância da saúde mental no trabalho

Ter um ambiente de trabalho saudável, tanto mentalmente quanto fisicamente, produz resultados para todos. Assim, é essencial para os colaboradores que eles se sintam realizados e reconhecidos, e que não atravessem pressões muitas vezes desnecessárias.

Um ambiente de trabalho saudável é um fator essencial para ajudar a manter a saúde mental dos colaboradores

Para a empresa é muito melhor ter colaboradores que estão engajados e alinhados com sua premissa, porque isso faz com que os funcionários, mesmo em situações de pressão, se sintam confortáveis. Enquanto que, quando o funcionário não está motivado, os resultados são diferentes.

Estudos demonstram que pessoas que se sentem amparadas e ouvidas dentro da empresa desenvolvem um sentimento de gratidão, vestem a camisa e se sentem fazendo parte do time. O que nos faz lembrar que “gente feliz não atrapalha”.

Como o ambiente de trabalho influencia na qualidade de vida

Um ambiente de trabalho doente vai produzir colaboradores doentes. “Quando não há uma relação clara, em que não há política justa de reconhecimento ou que humanização no relacionamento com o colaborador, haverá uma sensação de menos valia, de insignificância”, continua a psicóloga.

Assim, é importante pensar na empresa como um organismo vivo, como um indivíduo, para que as relações com os colaboradores sejam mais limpas

Mas é claro que isso também não é só da conta da empresa. “Em muitos momentos o colaborador pode não estar satisfeito, porque não se sente bem fazendo aquela tarefa e está passando por um momento complicado na vida”, pontua a profissional. 

Fatores de risco que a empresa pode evitar

Os principais fatores de risco que tendem a influenciar a saúde mental dos colaboradores no trabalho são bullying, assédio, excesso de trabalho, jornadas inflexíveis, ameaça de desemprego ou mesmo o estresse.

Esses fatores podem ocorrer por políticas não adequadas de gestão, condições precárias de ambiente de trabalho, ausência de apoio da liderança e clima organizacional tóxico.

Por isso, é imprescindível que as empresas vejam que cuidar do ambiente e dos colaboradores é cuidar da própria saúde. Assim, podem oferecer apoio, entender o que precisa ser melhorado e criar uma engrenagem de trabalho mais proveitosa, funcional e saudável.

Excesso de trabalho, cobranças excessivas, estresse e relações tóxicas devem ser evitados

As iniciativas que buscam preservar a saúde dos colaboradores e da empresa trazem bem-estar para as equipes e fazem com que os funcionários possam ser mais leais, gratos e produtivos.

Como cuidar da saúde mental no trabalho

Os cuidados podem e devem partir de duas pontas: da empresa e do colaborador.

Da ponta da empresa, investir em programas de prevenção de doenças crônicas, dedicar semanas ao debate sobre saúde, incluir palestras sobre tópicos importantes, como doenças crônicas (diabetes, hipertensão e assuntos relacionados) já são grandes iniciativas. Considere também investir em ações de psicologia organizacional.

“O que vemos é que as empresas já estão há muitos anos empenhadas no bem-estar do colaborador. Mas a questão da saúde mental ainda é abordada de forma superficial”, comenta Marli. Isso se dá porque, para a empresa, é difícil abordar o tema de forma maciça, para falar com todos, sem parecer invasiva.

Além disso, outro motivo que influencia é o indício do preconceito contra doenças mentais. Tristeza prolongada, ansiedade, e demais sintomas psicológicos que tiram a gente do nosso funcionamento padrão precisam ser discutidos e abordados dentro das corporações, para que os funcionários tirem dúvidas, entendam mais sobre os assuntos e possam fazer auto-avaliações.

Além disso, a disponibilidade de serviços de saúde mental (que nem precisa estar dentro da empresa) são importantes e fazem grande diferença.

O que o colaborador pode fazer

Do ponto de vista do colaborador, a saúde mental não é oriunda de um único aspecto da vida. “Se qualquer coisa não está funcionando de forma plena, haverá influência em todos os outros aspectos da vida, especialmente no trabalho”, diz a psicóloga. Dessa forma, o colaborador precisa entender o que está afetando o equilíbrio pessoal e qual é o momento de procurar ajuda ou algum tipo de tratamento ou cuidado.

Isso tudo é importante porque a saúde mental no trabalho influencia a todos. Ao profissional que está disponibilizando seu trabalho e também a empresa que precisa produzir e tem um objetivo final para alcançar.

Ah, e estar no home-office não é desculpa, já que você pode melhorar sua saúde mesmo trabalhando de casa.

Benefícios de preservar a saúde mental dos seus colaboradores

Olhar para os funcionários como peças de uma engrenagem maior só traz benefícios.

O principal é trabalhar com pessoas que estão bem, que estão felizes e que apesar das adversidades da vida conseguem encontrar caminhos de superação e enfrentamento para isso.

Um bom ambiente profissional ajuda os colaboradores como um todo e tem reflexos diretos na vida pessoal de cada um deles

Outro aspecto relevante é reter talentos. “Custa dinheiro e tempo receber um novo colaborador e a empresa precisará dizer como a banda toca dentro daquela corporação. Se algo na sua engrenagem emperra, você precisa dar continuidade, entender o que aconteceu para fazer ela funcionar de novo”, esclarece Marli.

No longo prazo, desenvolver a relação com o colaborador significa criar um laço positivo com uma pessoa que vai verdadeiramente vestir a camisa.

O que a empresa pode fazer

Algumas empresas já perceberam que os colaboradores são o item de mais importância e valor dentro das corporações. Sem esses colaboradores, elas deixam de existir. Partindo desse pressuposto, algumas trabalham com a retenção de talentos.

Considerando o organismo empresa, o que ela pode fazer para evitar doença mental no trabalho é pensar em como otimizar as relações. É preciso investir para poder entender e alinhar perfil de liderança, afinal de contas, tudo começa a partir dessas pessoas. Como nos relacionamos com nossos subordinados? Como é a comunicação dentro da empresa?

O segundo passo é melhorar e fazer ajustes no que não está funcionando e oferecer ações aos colaboradores para que eles se sintam ouvidos e amparados. Ações globais têm a ver com palestras, que têm efeitos legais e respondem questões gerais dos colaboradores.

Já ações individuais significam dispor de algum tipo de serviço que possa cuidar e ajudar os colaboradores. Hoje em dia há vários deste tipo, como empresas voltadas para o cuidado com a saúde mental. “Isso significa oferecer uma rede de apoio, o que demonstra preocupação e cuidado”, conclui Marli.

Sami Plano de Saúde Empresarial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Demissão: como realizar preservando a saúde do colaborador

A demissão é uma realidade que faz parte de qualquer empresa e carreira. Seja motivada pela corporação ou pelo...

Corretor de plano de saúde: você sabe o que é e o que ele faz?

Contar com um plano de saúde está entre os maiores desejos dos brasileiros. Perde apenas...

Empreendedorismo e depressão: como prevenir e como cuidar

A relação entre empreendedorismo e depressão vem ganhando evidência nos últimos anos. E não é por acaso, afinal, a...

Terapia e empreendedorismo: quando é indicada?

Empreender não é uma tarefa fácil e muitas vezes pode ser solitária. Todo empreendedor está preocupado com os rumos da empresa, afinal...

Síndrome do impostor: o que é e como prevenir-se como empreendedor?

Não sei como isso deu certo. Eu nem acho que fiz muito. Agradeço o elogio, mas acho que não mereço tanto. Sinto...
Sami Plano de Saúde Empresarial