Início Plano de Saúde Saúde é muito mais do que consultas e exames, clínicas e hospitais....

Saúde é muito mais do que consultas e exames, clínicas e hospitais. Entenda o porquê

Autor

Data

Categoria

A definição de saúde não é igual para todos. Para uns, é a ausência de doença, já para outros é estar saudável. No entanto, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ela pode ser definida como um estado completo de bem-estar físico e mental.

Apesar de parecer óbvio, dizer que uma pessoa tem saúde é entender que ela está saudável fisicamente. Se pararmos para analisar, a saúde pode estar ligada diretamente com a qualidade de vida. Desse modo, fica ainda mais amplo o seu conceito, necessitando avaliar o corpo e a mente, bem como o contexto social.

Ainda há quem ache que saúde é fazer exames e consultas sem necessidade ou visitar clínicas e hospitais regularmente. Embora o check-up seja pedido por médicos, a busca desenfreada por algum problema não é nada saudável.

E isso traz custos para o seu negócio. Imagine a perda de produtividade causada por cada visita ao hospital, a um pronto-socorro, quando seu colaborador não sabe o que tem e ninguém para ajudá-lo a entender como se cuidar direito e prevenir (sem contar o impacto na sinistralidade do plano de saúde empresarial).

Aqui na Sami a gente acredita que a saúde pode ser diferente, com impactos positivos no seu negócio. Vamos entender melhor? Neste conteúdo, falaremos sobre:

  1. Por que ter saúde é muito mais que consultas e exames?
  2. Como a atenção primária à saúde entende esse tema?
  3. Por que contar com um médico de família?
  4. Por que é importante desenvolver e manter hábitos saudáveis?
  5. Procurando um plano de saúde para o seu negócio? Vem pra Sami

Por que ter saúde é muito mais que consultas e exames?

Exames e consultas são gastos, mesmo que muitas vezes necessários. Os valores, em clínicas particulares, por exemplo, não são muito amigáveis. Porém, mesmo assim, ainda há quem faça exames periódicos sem necessidade e sem coordenação apenas para atestar a ausência de uma doença.

Você se sente doente apenas quando o problema é impresso no papel por meio do resultado de um certo exame? Sentir mal-estar e não “estar com saúde” vai muito além de consultas e exames.

Imagine que você visite regularmente seu clínico geral e que faça exames periódicos. Está tudo certo com as análises clínicas. No entanto, você não se sente bem. Sua cabeça não para, se sente ofegante sem motivo, estressado e não consegue dormir. Você diria que isso é ter saúde? Mas o exame de sangue apontou um bom colesterol, gordura dentro do limite, glicose padrão… E agora?

É provável que você já tenha ido se consultar com diversos especialistas, mesmo sem problema aparente. Vai ao cardiologista, ao neuro, ao clínico geral e por aí vai. De cada médico, você sai com, pelo menos, um exame sem que nenhum conseguisse resolver o seu problema.

Esse é o reflexo de um cuidado fragmentado, que não prioriza a atenção primária e o acompanhamento do paciente. É um cuidado fragmentado que, na maioria das vezes, traz graves riscos à saúde.

Em uma revisão no conceito da OMS sobre a saúde, o Escritório Regional Europeu da organização definiu um novo entendimento sobre o termo: quando um indivíduo consegue realizar suas aspirações e satisfazer suas necessidades, bem como lidar com o meio em que vive. Ela vai além das capacidades físicas, abrange recursos sociais e pessoais de cada ser humano.

Como a atenção primária à saúde entende esse tema?

A Atenção primária à Saúde (APS) é o contrário de um cuidado fragmentado. O que isso quer dizer? Ela é um conjunto de ações de saúde, tanto no âmbito individual quanto coletivo, que protege e promove a saúde do paciente.

É ela quem apoia na redução de danos e faz a manutenção equilibrada da saúde e bem-estar do indivíduo. A APS é integrada e contínua: acompanha o paciente por toda a vida e o encaminha para especialistas quando necessário.

Um profissional especialista em pessoas, como o médico de família, que atua na atenção primária à saúde, está apto para resolver grande parte dos problemas que chegam no pronto-socorro.

Para se ter uma ideia, 85% das queixas de pacientes que chegam na APS podem ser resolvidas pelo médico de família, de acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Justamente por entender que o médico de família na APS é capaz de resolver a maioria das queixas de pacientes, que a atenção primária está enquadrada no cuidado coordenado. Com o objetivo de frear a busca por consultas e exames desnecessários, a atenção primária prioriza o cuidado por meio do médico de família, que o acompanha durante a vida, entendendo seus problemas econômicos e sociais, bem como te indicando para o especialista correto, quando necessário.

Imagine que você sente dores no peito e acha que é um infarto. Corre para o pronto-socorro, faz exames e… Nada. Em outro momento, sai em busca de outros médicos para entender que seu problema era ansiedade. Se contasse com um médico de família, seu problema seria rapidamente investigado e tratado da maneira correta.

Por que contar com um médico de família?

Como vimos acima, o médico de família tem um papel fundamental na manutenção, prevenção e promoção da saúde do indivíduo.

Muito confundido com o clínico geral, o médico de família se diferencia por estar apto a compreender pessoas e não só o problema. Basicamente, isso quer dizer que seus sintomas serão tratados, assim como serão observados seus hábitos de vida, trabalho, situação econômica, social e moradia para fechar um diagnóstico.

Ter um médico de família é também poupar o dinheiro do seu negócio. Ao invés de investir em diversos exames e consultas clínicas sem necessidade, optar por um plano de saúde que valorize o médico de família é a melhor opção.

Por meio de um cuidado coordenado, a Sami conta com uma equipe pessoal formada por um médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem que acompanham o paciente por todo o processo, até depois do alívio e cura dos sintomas. Esse é o nosso Time de Saúde.

Investir em um cuidado coordenado para a sua empresa é pensar no futuro do seu negócio e também economizar! Como vimos, gastos desnecessários com consultas e exames são comuns, mas com o cuidado de um médico de família, você garante que isso não aconteça.

Por que é importante desenvolver e manter hábitos saudáveis?

Como sabemos, o equilíbrio é tudo para a saúde. Ter uma vida saudável é ir além de visitar médicos regularmente, mas engloba manter e desenvolver hábitos que fazem bem para o nosso organismo.

Praticar exercícios mantém a saúde do corpo e da mente em dia. Já é comprovado que ele libera hormônios no nosso cérebro capazes de melhorar o humor e diminuir o estresse. Além disso, investir em terapias é essencial. Cuidar da mente é manter o corpo saudável.

Por isso, a Sami entende que um plano de saúde precisa ir além de uma rede credenciada. Ela oferece acesso a academias, com o Gympass, e a terapias e meditações, com o aplicativo Vitalk. Por meio da Rede de Hábitos Saudáveis, priorizamos o bem-estar dos nossos membros, bem como mantemos a sua qualidade de vida.

Investir em um plano de saúde com cuidado coordenado e humanizado é investir na sua empresa e na saúde do seu negócio!

Procurando um plano de saúde para o seu negócio? Vem pra Sami

Como você viu acima, a Sami tem diversos diferenciais para ajudar o seu negócio no desafio de promover a saúde. E o melhor: isso tudo sem descuidar do bolso!

Nossos planos empresariais tem atendimento em São Paulo, Guarulhos, Osasco, Taboão da Serra e no ABC com preços a partir de R$ 172 por pessoa por mês.

Com um plano da Sami, você conta com:

  • Time de Saúde: Composto por médico, enfermeiro e coordenador de saúde, uma equipe que te conhece e está sempre a postos para te ajudar no que for preciso. E você escolhe: atendimento presencial ou por telemedicina;
  • Atendimentos de emergência e internação: pronto-socorro adulto e infantil em hospitais de padrão internacional. No caso de internação, você tem opções de quarto individual ou coletivo;
  • Rede credenciada de alto nível: contamos com hospitais como Beneficência Portuguesa, Hospital Alemão Oswaldo Cruz (unidade Vergueiro), laboratórios Lavoisier e muitos outros;
  • Sem reembolsos e coparticipação: você sabe sempre o quanto vai pagar no seu plano;
  • Rede de Hábitos Saudáveis: porque saúde vai muito além dos cuidados clínicos. Nela você conta com o Gympass grátis por tempo limitado, tendo acesso a mais de 9 mil academias e 27 apps de bem-estar, nutrição e meditação, além de sessões com personal trainer, e com o Vitalk, ferramenta que ajuda você a cuidar da sua saúde mental através de conversas e exercícios guiados pela Viki, assistente virtual do app que ajuda no autocuidado.

Tem interesse? Clique no botão abaixo e faça uma cotação:

e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

eNPS: o que é, sua importância e como os benefícios impactam?

Gestores que estão por dentro das tendências de mercado e seus indicadores, já devem ter ouvido falar do eNPS (employee Net Promoter...

Dengue: veja os principais sintomas e como se proteger

A dengue ainda é endêmica no Brasil, ou seja, está frequentemente presente entre a população. Isso acontece devido às condições climáticas e...

Política de benefícios: como estabelecer uma para o seu negócio

Se está pensando em construir ou aperfeiçoar a política de benefícios da sua empresa, saiba que essa é uma atitude inteligente.

Preços de planos de saúde disparam, mas Sami segura e fecha 34% abaixo

Com a inflação batendo 12,13% no acumulado em 12 meses em maio de 2022, além de os brasileiros estarem economizando no que...

Mães no mercado de trabalho: desafio é vencer preconceito

Pense em todas as mulheres que você conhece no mercado de trabalho. Agora imagine que daqui a dois anos metade delas terá...
e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero