Início Saúde O que o RH deve conhecer sobre soft skills?

O que o RH deve conhecer sobre soft skills?

Autor

Data

Categoria

Em 77% das empresas as soft skills dos colaboradores são consideradas tão importantes quanto as hard skills no dia a dia. O que não é à toa, porque as soft skills são habilidades que favorecem a inovação, a produtividade, um ambiente de trabalho positivo e estimulante e a colaboração entre funcionários e equipes.

Continue a leitura para conhecer diversas soft skills que são importantes identificar em candidatos e valorizar nos colaboradores, promovendo mais qualidade de vida no trabalho.

Neste conteúdo, falaremos sobre:

  1. O que são os soft skills?
  2. O que são hard skills?
  3. Qual a diferença entre soft skills e hard skills?
  4. Como RH deve analisar soft skills?
  5. Qual a relação entre o desenvolvimento de soft skills e a promoção da saúde mental no trabalho?
  6. Promova mais saúde no trabalho com um plano de saúde Sami

O que são os soft skills?

Soft skills são habilidades comportamentais referentes à personalidade e aos valores do profissional, que indicam como ele lida com o outro e consigo mesmo em diferentes situações. Essas habilidades são subjetivas e, em geral, desenvolvidas conforme a vivência do profissional. Por isso, são mais difíceis de serem analisadas e mensuradas. Veja alguns exemplos de soft skills:

Empatia – é a capacidade de se colocar no lugar do outro e de saber ouvir. No ambiente da empresa, ajuda a criar equipes unidas e líderes mais humanos. Já no contato com os clientes, é importante para conseguir captar com mais profundidade as necessidades e as motivações deles.

Resiliência – significa saber lidar com momentos ruins ou de muita pressão. Ter equilíbrio para reagir da melhor forma possível em situações inesperadas e urgentes é fundamental para a maior parte dos profissionais. Principalmente em empresas que precisam se adequar às mudanças repentinas do mercado. 

Comunicação – mais do que se comunicar, é conseguir se fazer entender de forma clara e objetiva. Pode parecer simples, mas ter domínio da oratória e da escrita, bem como saber ouvir e ser persuasivo para transmitir informações de maneira efetiva são atributos difíceis de encontrar reunidos em uma só pessoa.

Autogerenciamento – é mais do que conseguir ser disciplinado em relação às próprias tarefas e prazos. É ter consciência que o tempo de cada um é indispensável para o cumprimento de prazos, assim como ter inteligência emocional, saber dividir tarefas e gerenciar estresse. Tudo isso é fundamental para a coordenação do fluxo de tarefas, de entregas e para obter resultados com mais eficiência. 

Colaboração – é estar disposto a ajudar colegas de trabalho, ainda que sejam de outros setores, mesmo que isso não faça parte da função do profissional. Isso contribui para um ambiente de trabalho mais harmonioso e amigável, no qual os funcionários não tem receio de pedir ajuda quando necessário e favorece o trabalho em equipe.

Positividade – significa sempre buscar o lado bom das coisas, por pior que a situação seja. Ou seja, não ficar lamentando o que já aconteceu e partir para uma atitude construtivas e agregadoras para fazer o que precisa ser feito.

Ética – é quando a pessoa faz o que é certo, como seguir regras ou pegar o que não é seu. Por mais que as condições possam induzir ao erro e que não tenha alguém observando o que a pessoa faz ou diz.

Flexibilidade – como o mundo está cada vez mais dinâmico, nem sempre é possível manter o que foi planejado. Muitas vezes, é necessário ajustar tarefas ou projetos e recalcular a rota em função de novos fatos. Mas, para que isso aconteça da melhor forma, o profissional precisa ser flexível, não se prender a crenças limitantes e saber conduzir o trabalho conforme as demandas.

O que são hard skills?

Hard skills estão relacionados a conhecimentos teóricos, práticos e operacionais adquiridos durante a vida escolar, acadêmica ou profissional. Geralmente, são critérios de escolha na primeira triagem de currículos. Veja alguns itens relacionados a hard skills:

  • Graduações;
  • Pós-graduações;
  • Especializações;
  • Cursos técnicos;
  • Workshops;
  • Fluência em língua estrangeira;
  • Domínio de ferramentas referentes a área de atuação.

Qual a diferença entre soft skills e hard skills?

A principal diferença entre soft skills e hard skills está na forma como são desenvolvidas no profissional. Habilidades técnicas podem ser aprendidas em um curso, treinamento, faculdade e em experiências no trabalho, por exemplo. Já as soft skills só podem ser desenvolvidas com as experiências ao longo de toda a vida. Estão ligadas com características da personalidade do profissional, embora seja possível trabalhá-las.

  • Softs skills – dizem respeito à capacidade de se relacionar com os outros e de lidar com as próprias questões em determinadas situações;
  • Hard skills – são habilidades técnicas que podem ser mensuradas de alguma forma, como saber operar uma máquina, desenvolver um software ou falar outro idioma.

Como RH deve analisar soft skills?

Nem sempre soft skills são visíveis no currículo. Por isso, o RH precisa estar atento à desenvoltura do candidato e às experiências vividas por ele. Não necessariamente apenas ao que está relacionado à trajetória profissional. Então, se você entrevistar um candidato a uma vaga, por exemplo, peça para ele dar alguns exemplos práticos, como contar uma situação de conflito ou uma em que teve que agir sob pressão.

É preciso sempre ter em mente que a gestão do capital humano é essencial para o bom desenvolvimento do negócio. Isso significa que, além de verificar as capacidades técnicas, é muito importante também observar se o profissional se encaixa nos valores, missão e cultura da empresa e se possui habilidades analíticas, de liderança ou relacionamento, por exemplo.

  • Valorização de soft skills – contribui para um ambiente harmonioso, com pessoas motivadas para entregar o seu melhor. Também traz mais qualidade, produtividade e engajamento dos funcionários, além de tornar a empresa mais humana. 

Qual a relação entre o desenvolvimento de soft skills e a promoção da saúde mental no trabalho?

Desenvolver soft skills é fundamental para promover saúde mental e bem-estar no ambiente de trabalho. Inteligência emocional e comunicação efetiva, por exemplo, são indispensáveis para construir e sustentar uma cultura saudável e inclusiva em qualquer empresa. Essas habilidades são ainda mais importantes em líderes e gerentes, pois eles devem identificar aspectos comportamentais e emocionais no local de trabalho, seja em funcionários individualmente ou em equipes, e adotar uma tática para lidar com essas questões – o que pode ser feito em conjunto com o setor de RH da empresa.

Problemas comportamentais e de relacionamento são muito comuns nas empresas e podem trazer uma série de prejuízos, tais como:

  • Quebra de confiança;
  • Dificuldade de comunicação;
  • Desvalorização profissional;
  • Situações de intimidação e de assédio moral;
  • Estresse excessivo;
  • Desenvolvimento de síndrome burnout, um distúrbio provocado por situações de trabalho muito desgastantes;
  • Perda de talentos.

Por isso, é importante que líderes trabalhem soft skills, principalmente a empatia, para que consigam identificar questões que podem interferir na produtividade e nos relacionamentos e intervir o quanto antes, oferecendo apoio e restabelecendo o equilíbrio no ambiente de trabalho. Até para que eles próprios não se tornem a fonte dos problemas.

Promova mais saúde no trabalho com um plano de saúde Sami

A Sami nasceu para ser sua aliada na saúde, com tratamento proativo e preventivo. Com os nossos planos você tem rede médica de referência e seu próprio Time de Saúde sem susto no bolso.

Com um plano da Sami, você conta com:

  • Time de Saúde: Composto por médico, enfermeiro e coordenador de saúde, uma equipe que te conhece e está sempre a postos para te ajudar no que for preciso. E você escolhe: atendimento presencial ou por telemedicina;
  • Atendimentos de emergência e internação: pronto-socorro adulto e infantil em hospitais de padrão internacional. No caso de internação, você tem opções de quarto individual ou coletivo;
  • Rede credenciada de alto nível: contamos com hospitais como Hospital Leforte, Hospital 9 de Julho, laboratórios Lavoisier e muitos outros;
  • Sem reembolsos e coparticipação: você sabe sempre o quanto vai pagar no seu plano;
  • Rede de Hábitos Saudáveis: porque saúde vai muito além dos cuidados clínicos. Nela você conta com o Gympass grátis por tempo limitado, tendo acesso a mais de 9 mil academias e 27 apps de bem-estar, nutrição e meditação, além de sessões com personal trainer, e com o Vitalk, ferramenta que ajuda você a cuidar da sua saúde mental através de conversas e exercícios guiados pela Viki, assistente virtual do app que ajuda no autocuidado.

Com a Sami, você tem muito mais que um plano – e o melhor, cabe tudo no seu bolso! Veja essa simulação que fizemos abaixo:

Quer fazer parte dessa revolução na saúde? Vem pra Sami! Clique no botão abaixo e faça uma cotação.

Referências

Ei, RH! Quer economizar até30% no plano da sua empresa?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

4 dicas para cuidar da saúde mental feminina no trabalho remoto

Dupla jornada, responsabilidades com a vida familiar e salário desigual são alguns dos motivos que levam a diagnósticos de distúrbios relacionados à...

Obesidade sem tabu ou gordofobia: tudo que precisamos saber

Em 4 de março é celebrado o dia mundial da obesidade, instituído pela OMS para conscientizar a todos sobre os riscos de...

IMC: entenda as faixas e o peso ideal

O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma ferramenta utilizada na área da saúde para avaliar a relação entre peso e altura de uma pessoa e, assim, classificar seu estado nutricional em categorias.

Etarismo: o que é, impactos na vida do idoso e a importância da pirâmide etária

o etarismo se refere a estereótipos, preconceitos e discriminação direcionada às pessoas com base na idade que elas têm.

Pluralidade cultural: o papel do pluralismo nas empresas

A pluralidade é um tema importante nos dias atuais, onde as fronteiras entre as nações se tornam cada vez mais fluidas e o mundo cada vez mais globalizado.
Ei, RH!Já conhece o planode saúde com foco emretenção de talentos?
×