Sami Plano de Saúde Empresarial
Início Plano de Saúde 7 dicas para escolher o plano de saúde ideal para seus funcionários

7 dicas para escolher o plano de saúde ideal para seus funcionários

Autor

Data

Categoria

O plano de saúde é um dos benefícios que mais despertam a atenção de um candidato durante um processo seletivo. Por isso, ele é um recurso estratégico fundamental para a área de Recursos Humanos, ajudando a captar novos talentos. Daí a importância de pesquisar e escolher o plano de saúde ideal para sua empresa

Com o plano de saúde, a empresa tem ainda outras vantagens, como abatimento no imposto a ser pago, aumento na motivação e na retenção de colaboradores.

Este último fator é um diferencial competitivo, considerando que a rotatividade de funcionários sempre provoca uma queda na produtividade – ainda que temporariamente.

No entanto, nem sempre é simples decidir qual é o melhor plano de saúde para a empresa. Há diversos detalhes que diferenciam as opções disponíveis no mercado e é essencial avaliar bem cada uma delas antes de realizar a contratação. 

O primeiro ponto de atenção é o valor que precisará ser desembolsado para disponibilizar o benefício. Outro tópico que também costuma ter grande relevância na tomada de decisão é a qualidade da rede credenciada.

Além desses aspectos, há ainda outros fatores que você deve considerar ao escolher o plano de saúde empresarial mais adequado às suas necessidades – incluindo financeiras.

Confira os sete dicas para escolher o plano ideal para sua equipe. 

1. Confirme se a operadora é registrada na ANS

Ao contratar qualquer serviço é necessário tomar algumas medidas de precaução. No caso do plano de saúde, é importante verificar se a empresa que oferece a assistência médica está habilitada para isso.

Assim, a primeira coisa a ser feita é verificar o número de registro da operadora e do plano na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A ANS é o órgão que regula o mercado de planos de saúde no Brasil.

Dessa forma, a Agência é responsável por autorizar o funcionamento de uma operadora e a comercialização dos seus produtos – no caso, os planos de saúde.

Há várias informações importantes que você deve considerar antes de escolher um plano de saúde

Para facilitar o acesso a essas informações, a ANS disponibiliza um sistema de consulta, onde pode ser consultado por qualquer pessoa. Para pesquisar dados sobre as operadoras e os planos comercializados, clique aqui.

2. Avalie os prazos de carência

Segundo a ANS, a carência é “o período contratual, determinado na legislação de saúde suplementar, em que o usuário contribuirá com o pagamento de mensalidades sem usufruir de algumas coberturas”.

Em outras palavras, a carência é o tempo que é necessário esperar para começar a usar os serviços do plano contratado.

Para cada procedimento (consulta, exames, internações etc), a ANS estabelece um prazo máximo de carência. No entanto, muitas operadoras acabam determinando um tempo menor para que os serviços contratados possam ser utilizados.

Por isso, ao contratar um plano de saúde empresarial, você deve esclarecer todas as dúvidas em relação aos períodos de carência que serão adotados no seu contrato.

Assim, você poderá informar aos seus colaboradores quando eles poderão utilizar o benefício.

3. Priorize a qualidade do serviço

Uma das melhores vantagens de ter um plano é ter acesso facilitado aos serviços médicos e poder realizar o acompanhamento da saúde com agilidade.

Quando esse acompanhamento é feito por um médico que já conhece o histórico do paciente, melhor ainda. Assim, é possível criar uma relação de confiança, algo que favorece qualquer tratamento.

Por isso, ao avaliar a contratação de um plano de saúde empresarial, leve em consideração o que esse plano efetivamente pode fazer para melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores e contribuir para que eles tenham mais bem-estar.

4. Confira as coberturas disponíveis

Dependendo do tipo de plano contratado, há procedimentos que não estarão incluídos na cobertura. Isso varia de acordo com a segmentação assistencial que ele oferece.

Para cada segmentação, há uma listagem de procedimentos que devem ter cobertura obrigatória. Essa lista é editada pela ANS e é chamada de Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde.

Com isso, ao avaliar as opções de plano disponíveis, confirme todas as informações sobre os procedimentos que estão ou não cobertos. Confira quais delas oferecem a cobertura mais adequada às suas necessidades e considere isso na sua decisão.

5. Busque uma rede credenciada de referência

Ao avaliar um plano de saúde, informe-se previamente sobre a rede credenciada, que nada mais é do que o conjunto de estabelecimentos e profissionais de saúde que atendem aos beneficiários de um plano.

Dessa forma, estão incluídos não apenas os médicos, mas também laboratórios, clínicas e hospitais que podem atender ao plano contratado.

Ao contrário do que muitos pensam, mais importante do que o tamanho da rede, é a qualidade do atendimento e do serviço que ela oferece.

Assim, avalie esse aspecto pelo valor agregado que ele traz e não pela quantidade de lugares que você ou seus colaboradores podem quando precisarem.

6. Informe-se sobre o funcionamento do plano

Essa dica pode parecer não muito importante, mas na verdade, ela fala sobre um ponto essencial: a forma como você acessa os serviços ou informações do plano contratado.

Como funciona o agendamento das consultas? E para fazer um procedimento, é necessário solicitar alguma autorização prévia da operadora? Como você deve proceder se precisar de alguma informação administrativa, como um detalhe do contrato ou do pagamento? E se precisar de atendimento de madrugada, o que fazer?

Para todas essas perguntas, a resposta é uma só: quanto menos burocracia, melhor. Esse é um ponto a ser considerado desde a cotação do serviço até a utilização do plano efetivamente.

Assim, verifique se a operadora tem processos simplificados e que facilitam o acesso – seja como beneficiário que utiliza o plano, seja como contratante do serviço.

O atendimento remoto é uma possibilidade concreta para facilitar o acesso à saúde, economizando tempo e dinheiro
Contar com o atendimento remoto é uma forma de cuidar da saúde, economizando tempo e dinheiro

Considere também se o plano disponibiliza o atendimento remoto. Mais do que nunca, a telemedicina é uma realidade e ela contribui para que os beneficiários poupem tempo e dinheiro, por exemplo.

Sem contar a praticidade de poder ser atendido em qualquer lugar, esse recurso ainda ajuda o sistema de saúde como um todo, já o atendimento remoto deixa hospitais e clínicas livres para quem realmente precisa do atendimento presencial.

7. Analise o custo-benefício

Finalmente, chegamos a um dos principais critérios dos empregadores para determinar a escolha de um plano de saúde empresarial: o preço. De fato, essa preocupação tem uma razão de ser.

Afinal, desde 2013, os planos de saúde aumentaram cerca de 158%, três vezes acima da inflação acumulada no período.

Por isso, é claro que considerar o preço desse serviço é essencial porque, além da saúde dos seus colaboradores, o benefício deve contribuir também para a saúde financeira da sua empresa.

Então, busque informações com a operadora sobre a forma de reajuste que será adotada no plano que será contratado e analise bem o custo-benefício do que está sendo oferecido.

Avalie como a operadora pode contribuir para que sua equipe se mantenha saudável, seja através de planos terapêuticos que priorizem a prevenção ou de programas de saúde que promovam o bem-estar dos seus colaboradores.

O melhor plano é aquele que oferece saúde de verdade a um preço acessível.

Depois dessas dicas para escolher o plano de saúde ideal para sua empresa, aí vai mais uma… Continue no Blog da Sami e confira também o texto onde detalhamos os melhores motivos para você oferecer um plano de saúde aos seus colaboradores.

Sami Plano de Saúde Empresarial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

IT Forum 365: Healthtech Sami capta R$ 86 mi e quer ser o Nubank dos planos de saúde

Vitor Asseituno (na foto à esquerda) tinha acabado de vender sua empresa no setor de feiras de negócios, a Live Healthcare, e...

Startupi: Healthtech recebe aporte de R$ 86 milhões e se prepara para virar operadora de planos de saúde

A healthtech Sami anunciou hoje um novo aporte de R$ 86 milhões. O investimento foi coliderado pela Valor Capital Group e pela...

Exame: Com aporte de R$ 86 mi, startup Sami vira operadora de planos de saúde

A startup de saúde Sami, fundada em 2018, anuncia nesta terça-feira, 20, ter recebido um investimento de 86 milhões de reais, liderado...

CNN Brasil: Sami capta R$ 86 milhões e deve se tornar operadora de plano de saúde para PMEs

A healthtech Sami anunciou nesta terça-feira (20) que recebeu um aporte de R$ 86 milhões comandado pela Valor Capital Group e pela...

Neo Feed: Na onda das healthtechs, Sami recebe aporte R$ 86 milhões e cria plano de saúde

A pandemia do novo coronavírus colocou as healthtechs brasileiras na prateleira de cima dos investidores de venture capital. Tanto que, de janeiro...
Sami Plano de Saúde Empresarial