Início Bem-Estar Fobia social: entenda o que é e quais são sintomas

Fobia social: entenda o que é e quais são sintomas

Autor

Data

Categoria

Você pode até não perceber, mas a fobia social está cada vez mais comum. De certa forma, é normal se sentir ansioso ou nervoso ao se apresentar para muitas pessoas, ser entrevistado para um emprego novo ou, até mesmo, conhecer pessoas novas. Esse tipo de reação é natural e faz parte do nosso processo de adaptação.

Muitos conseguem tirar de letra essas situações, afinal, cada um tem um dom, não é mesmo? Mas, para alguns, a ansiedade que o falar em público gera, por exemplo, vai muito além do normal.

Geralmente, essa ansiedade exacerbada é controlada por um medo extremo, e a pessoa não consegue desenvolver o que precisa e fica paralisada. Quando chega a tal ponto, podemos ter um quadro de fobia social. Vamos entender melhor?

  1. O que é fobia social?
  2. Sintomas da fobia social
  3. Como saber se você tem fobia social
  4. Causas da fobia social

O que é fobia social?

Como você pôde perceber, a fobia social, também chamada de ansiedade social, está enquadrada em um transtorno de ansiedade que traz incapacitação ao indivíduo para lidar com situações de interação social.

E em caso de fobia social, não importa se a pessoa é íntima ou não. O nervosismo excessivo causado pela fobia faz com que o indivíduo que sofre com o problema se torne vulnerável, mesmo que ele já tenha contato frequente com quem vai falar.

A fobia social leva a pessoa a acreditar que cada atitude dela está sendo analisada e julgada a todo tempo, pelo seu jeito, maneira de se comportar, aparência, assunto que está tratando e por aí vai.

Muitos confundem a timidez com a fobia social. No entanto, os dois quadros são bem diferentes um do outro. Isso porque a timidez está relacionada a um temperamento introspectivo, fazendo parte da personalidade de alguém.

Já a fobia é um transtorno mental que traz prejuízos para a vida de quem sofre e, ainda, para quem está ao redor. Além disso, a timidez pode não ser algo necessariamente ruim. Já a fobia social sim e precisa ser tratada para evitar perda na qualidade de vida.

Sintomas da fobia social

A fobia social está associada a um conjunto de sensações emocionais e físicas. Mas como diferenciar os sintomas de uma timidez normal para uma fobia? A resposta é dada observando a intensidade dos sintomas.

Enquanto uma pessoa tímida se sente nervosa ao realizar uma apresentação, por exemplo, uma pessoa com o transtorno sente pavor e ansiedade extremos. Toda a vida de uma pessoa que sofre de ansiedade social acaba sendo prejudicada, como sua rotina, seus trabalhos, estudos, relacionamentos e amizades. Alguns sintomas comportamentais e físicos são característicos de quem sofre com o problema. Veja abaixo!

Sintomas comportamentais da fobia social:

  • Medo de demonstrar nervosismo e ansiedade;
  • Ansiedade extrema antes de um evento;
  • Receio de chegar em uma sala e as pessoas já estarem sentados e, assim, chamar mais atenção;
  • Medo de ser colocado em evidência;
  • Medo de discordar;
  • Receio de expressar sua opinião;
  • Pavor ao ser avaliado;
  • Medo de interagir com pessoas desconhecidas ou autoridades;
  • Ficar nervoso em se reunir com colegas fora do ambiente convencional;
  • Desconforto em manter contato visual durante uma conversa;
  • Recusa ao atender ligações;
  • Receio de constrangimentos.

Sintomas físicos da fobia social:

  • Sintomas físicos da fobia social:
  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Náuseas;
  • Confusão mental;
  • Tensão muscular;
  • Tontura ou desorientação;
  • Dor de barriga;
  • Respiração ofegante;
  • Vermelhidão na face.

E o problema não acaba quando a interação chega ao fim. Isso porque quem tem o transtorno fica analisando por muito tempo o desempenho do seu comportamento perante à situação, como os erros que possa ter cometido, as falhas, o que deixou de falar ou o que falou demais.

Como saber se você tem fobia social

Se uma situação que pode causar nervosismo comum acaba trazendo consequências complicadas para você, é bom ficar atento. Por exemplo: em uma entrevista de emprego é normal ficar nervoso e se autoavaliando. Mas isso o paralisa?

Além disso, você tem sintomas físicos e comportamentais citados acima com frequência? Algumas pessoas têm medo de altura e outras de falar em público. É comum ter receio e nervosismo em situações que não são corriqueiras. No entanto, é necessário analisar se isso é constante em sua vida.

Se você desconfia que possa sofrer com a fobia social, o ideal é procurar ajuda especializada. 

Uma maneira de entender se você sofre com esse transtorno é pela comparação dos sintomas em situações comuns. Por exemplo, pessoas que sofrem com a ansiedade social têm um desconforto muito grande ao passar ou simplesmente ao pensar que podem passar por uma situação constrangedora.

Quem sofre com a fobia social, normalmente, costuma apresentar um comportamento muito característico: o isolamento. Isso acontece porque elas preferem evitar qualquer tipo de situação que possa causar esse grave desconforto e possuem uma reação comum: fugir.

Isso quer dizer que a pessoa jamais tomará a iniciativa para uma conversa, sempre inventará desculpas para não estar presente, faltará em apresentações ou qualquer situação que a expõe, evitará o contato visual e por aí vai. Sua tendência será sempre se isolar.

Causas da fobia social

A fobia social é um transtorno mental e, como todo transtorno da mente, não existe uma causa específica. Existem algumas questões relacionadas ao aparecimento da ansiedade social, como:

  • Questões genéticas;
  • Influência ambiental, como amigos, cultura ou família;
  • Traumas que envolvem o aspecto emocional;
  • Exigência frequente de interação social;
  • Temperamento mais introspectivo;
  • Alterações na estrutura do cérebro;
  • Exposição a fatores de risco durante a infância.

Além disso, ter histórico de ansiedade ou síndrome do pânico na família podem colaborar para o surgimento da fobia.

Ela geralmente tem manifestação precoce, acontecendo por volta dos 13 anos, devido a adolescência ser o período de maior preocupação com a opinião alheia e aparência.

Pessoas tímidas também estão mais suscetíveis a desenvolver o transtorno ou se tornar adultos ansiosos, assim como aqueles que possuem pais autoritários ou controladores.

Você desconfia que sofre com fobia social e precisa de ajuda? Os membros da Sami possuem acesso à plataforma Vitalk com psicólogos especializados para atender você! Além disso, contamos com uma equipe completa para as suas necessidades. Você não precisa sofrer sozinho, conta com a gente.

Ei, RH! Quer economizar até30% no plano da sua empresa?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

IMC: entenda as faixas e o peso ideal

O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma ferramenta utilizada na área da saúde para avaliar a relação entre peso e altura de uma pessoa e, assim, classificar seu estado nutricional em categorias.

Etarismo: o que é, impactos na vida do idoso e a importância da pirâmide etária

o etarismo se refere a estereótipos, preconceitos e discriminação direcionada às pessoas com base na idade que elas têm.

Pluralidade cultural: o papel do pluralismo nas empresas

A pluralidade é um tema importante nos dias atuais, onde as fronteiras entre as nações se tornam cada vez mais fluidas e o mundo cada vez mais globalizado.

O que é ambidestria organizacional e quais são os benefícios

A ambidestria organizacional é uma abordagem que tem como objetivo equilibrar-se em dois focos sem perder a eficiência de suas operações.

Mundo BANI: o que é e como ele impacta a sua empresa

O BANI é uma maneira mais assertiva de enquadrar e entender o estado do mundo atual. Ao contrário do que muitos pensam, o mundo BANI não surgiu após a pandemia da Covid-19.
Ei, RH!Já conhece o planode saúde com foco emretenção de talentos?
×