Início Saúde Dor de cabeça: o que é, tipos e formas de atenuá-la

Dor de cabeça: o que é, tipos e formas de atenuá-la

Autor

Data

Categoria

Dor de cabeça é um problema tão chato que virou até expressão popular. Quem nunca utilizou a frase “fulano só dá dor de cabeça? Mas a verdade é que a cefaleia (nome técnico da dor de cabeça) não é um problema só no linguajar popular. Trata-se de um incômodo real, sério e que afeta 50% dos adultos no mundo, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). Só no Brasil, cerca de 140 milhões de pessoas apresentam dores na cabeça. 

É claro que o estilo de vida cada vez mais estressante e acelerado é um gatilho para o problema. Mas não só. Há diferentes causas e tanto os sintomas  da dor de cabeça como os tratamentos podem ser distintos. Também há algumas atitudes capazes de prevenir ou atenuar a situação. O que não se pode é conviver com a cefaleia como se não houvesse outra vida possível. 

Vamos entender melhor sobre o tema? Veja abaixo os tópicos que vamos abordar:

  1. O que é dor de cabeça?
  2. Quais são os tipos de dor de cabeça?
  3. Quais as causas da dor de cabeça?
  4. Quais alimentos podem causar dor de cabeça?
  5. Qual a duração de uma crise de dor de cabeça?
  6. Como prevenir a dor de cabeça?
  7. Anticoncepcional pode causar dor de cabeça?
  8. Dor de cabeça pode ser sintoma de covid-19?
  9. Quando devo procurar um pronto-socorro para a minha dor de cabeça?

O que é dor de cabeça?

A dor de cabeça foi batizada pela ciência como cefaleia e pode ser definida como uma sensação dolorosa em qualquer parte da cabeça, incluindo o pescoço e a face. A intensidade pode variar de acordo com a causa que a desencadeia.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia, 95% das pessoas têm dor de cabeça ao menos uma vez na vida. Desse total, 70% das mulheres e 50% dos homens sofrem com o transtorno pelo menos uma vez ao mês. E há 13 milhões de brasileiros que encaram a dor 15 ou mais dias por mês, o que caracteriza cefaleia crônica, uma doença que pode ser incapacitante, impedindo que a pessoa realize as atividades de rotina.

Estudos descrevem a possibilidade de que já nascemos com uma predisposição genética a ter dor de cabeça, mostrando, assim, que o histórico familiar dessa doença não pode ser descartado.

Quais são os tipos de dor de cabeça?

Os números vão fazer a sua cabeça girar: existem mais de 150 tipos de dores que atingem o crânio, o pescoço e a face. Na medicina, elas foram divididas em dois grupos: as primárias e secundárias. Aqui, vamos listar as mais comuns e conhecidas:

Enxaqueca – É uma dor latejante, de intensidade moderada ou grave, sentida em um lado da cabeça. A enxaqueca é geralmente acompanhada de náusea, vômito e extrema sensibilidade à luz e ao som. Os sintomas podem durar poucas horas ou alguns dias. Para algumas pessoas, um “sintoma de aviso”, conhecido como aura, ocorre antes ou junto da dor. A aura pode incluir sintomas visuais, como lampejos de luz ou pontos cegos, assim como formigamento em um lado do rosto, no braço ou na perna. 

Dor de cabeça tensional – É uma das dores de cabeça mais comuns e frequentes, geralmente relacionada a contração muscular e estresse. Quem sofre desse tipo de incômodo descreve um aperto ou uma pressão na cabeça, porém é uma dor que, por ser mais leve e constante, nem sempre leva a pessoa a procurar um médico.

Cefaleia em salvas – Considerada menos comum, esse tipo de dor de cabeça provoca uma dor intensa em apenas um dos lados da cabeça, geralmente ao redor dos olhos, deixando-os vermelhos, lacrimejando e com as pálpebras caídas. Além disso, ela provoca congestão nasal, inquietude, agitação e sono prejudicado. Os sintomas costumam durar de dois a oito dias. 

Quais as causas da dor de cabeça?

Geralmente, a dor de cabeça é resultado de outros problemas de saúde. Nesses casos, a cefaleia pode ser provocada por alguns gatilhos. Os mais comuns são estresse, sedentarismo, má alimentação, má qualidade do sono, excesso de esforço, posicionamento postural, fatores ambientais como calor e poluição, e odores fortes, como combustível, material de limpeza e cigarro. 

Quais os tratamentos para dor de cabeça?

Nos casos mais leves e esporádicos, os analgésicos que encontramos nas farmácias costumam resolver a dor de cabeça. Mas é importante usá-los sem exagero e sempre sob prescrição do médico. Tomar esses remédios em excesso (ainda mais sem a orientação médica), pode acentuar ainda mais o problema. A cefaléia crônica pode ser desenvolvida devido ao uso além da conta desses analgésicos, o que faz com que o cérebro crie uma espécie de dependência deles. 

Por isso, evite a automedicação. Prefira sempre a avaliação do seu time de saúde para que o caso seja compreendido em sua totalidade e de acordo com o seu histórico.

Os tratamentos para dor de cabeça podem ser hospitalares ou ambulatoriais. Os médicos geralmente recomendam remédios das classes dos anti-inflamatórios e dos triptanos para casos específicos de enxaqueca. Quando as dores passam de três crises dentro de um mês, é preciso entrar com tratamento preventivo. 

Quais alimentos podem causar dor de cabeça?

Alguns tipos de dores de cabeça podem ser causados pelos alimentos que você ingere.

Carnes processadas e embutidos, por exemplo, provocam dilatação dos vasos sanguíneos, causando crises em algumas pessoas. Ou seja, aquele inofensivo e saboroso cachorro quente pode ser o motivo daquela dor de cabeça que você acha que surgiu do nada. 

A cafeína, substância presente no chá preto, refrigerante, energéticos e, claro, no nosso querido cafezinho, quando ingerida em excesso, também provoca a cefaleia. Elementos químicos usados para intensificar o sabor de produtos industrializados, como sopas de saquinho, enlatados, molhos, salgadinhos e temperos também são vilões dos incômodos na cabeça.

As bebidas alcoólicas também causam dor de cabeça, principalmente quando você exagera na dose e experimenta a clássica ressaca do dia seguinte.

Uma dica é diminuir o consumo desses alimentos ao perceber que podem ser os causadores da sua dor de cabeça. E não precisa fazer isso sozinho. Consulte o seu time de saúde para receber as orientações precisas para que você se alimente bem, de forma saborosa e saudável.

Qual a duração de uma crise de dor de cabeça?

Como existem diversos tipos de dor de cabeça, a duração de cada uma delas também é diferente. O que não é normal é uma crise se estender por muito tempo sem que você tome alguma providência. A dor de cabeça tensional, por exemplo, pode durar vários dias seguidos. Já a enxaqueca dura geralmente de 4h a 72h. 

Agora, o ponto em comum para que uma dor de cabeça tensional ou enxaqueca perdure é o fato de não estar sendo tratada corretamente. Portanto, se a dor insiste em ser uma companhia non-grata, ou fica indo e voltando durante vários dias, é um bom momento de entrar em contato com o seu time de saúde.

Como prevenir a dor de cabeça?

Pode ser que você não elimine a cefaleia da sua vida, mas cultivar alguns hábitos simples podem te ajudar a prevenir ou amenizar as crises de dor de cabeça. Listamos algumas dicas para te ajudar a fazer algumas mudanças na sua rotina:

  • Beba muita água durante o dia;
  • Tente relaxar sempre que possível, o estresse piora a dor de cabeça;
  • Alimente-se bem e evite pular refeições;
  • Evite bebidas alcoólicas;
  • Diminua a exposição a telas para não sobrecarregar os olhos;
  • Aposte nas atividades físicas. Você pode começar com uma caminhada leve, de 20 minutos por dia. Conforme pegar o ritmo, a caminhada pode se transformar em corridinhas frequentes. O importante é dar o primeiro passo;
  • Não durma além do que realmente precisa, mas também não durma pouco demais. Equilibrar o sono é essencial;
  • Abandone o cigarro;
  • Busque atividades relaxantes, como meditação e yoga.

Anticoncepcional pode causar dor de cabeça?

É importante explicar essa relação entre dor de cabeça com anticoncepcionais. O que se indica é que mulheres com enxaqueca crônica não usem anticoncepcionais à base de estrógeno, por oferecerem risco de acidentes vasculares e prejudicarem o controle das crises. Para essas, recomenda-se métodos contraceptivos não hormonais ou de baixa concentração hormonal. 

O importante é que cada mulher, por ter características únicas, faça uma avaliação com um profissional de saúde para saber qual contraceptivo é mais adequado para sua situação particular.

Dor de cabeça pode ser sintoma de COVID-19?

Sim, a dor de cabeça faz parte da lista de sintomas comuns da COVID-19, que incluem ainda:

  • Febre;
  • Tosse e coriza;
  • Perda de olfato e de paladar;
  • Dor de garganta;
  • Náusea, vômitos e diarreia;
  • Cansaço;
  • Falta de ar.

A dor de cabeça costuma aparecer no começo da doença e persiste mesmo depois de a pessoa estar curada da covid. Por isso, é muito importante estar sempre alerta aos sinais e em contato com o seu time de saúde.

Quando devo procurar um pronto-socorro para a minha dor de cabeça?

O atendimento emergencial deve ser procurado quando a cefaleia é extremamente dolorosa, se ela for súbita ou se manifestar acompanhada de sintomas como:

  • Desmaio, perda de consciência ou desorientação;
  • Problemas de fala;
  • Vômitos e Náuseas;
  • Paralisia de um lado do corpo;
  • Febre com confusão mental
  • Pescoço ou nuca rígidos
  • Vermelhidão nos olhos e perda da visão periférica;
  • Manifestação após lesão na região da cabeça;

Apesar das variações regionais, as cefaleias são um problema mundial, afetam pessoas de todas as idades, raças, níveis de renda e áreas geográficas. 

As repetidas crises de dor de cabeça prejudicam a vida familiar, social e profissional. O esforço para lidar com uma cefaleia crônica também pode predispor o indivíduo a outras doenças. Ansiedade e depressão, por exemplo, são significativamente mais comuns em pessoas com enxaqueca do que em indivíduos saudáveis.

Por isso, não se acostume à dor. Se a cefaleia é persistente, procure seu time de saúde para que juntos vocês identifiquem os gatilhos, façam alterações em seu estilo de vida e, caso seja necessário, eles são os profissionais competentes para indicar um medicamento apropriado.

Ei, RH! Quer economizar até30% no plano da sua empresa?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

IMC: entenda as faixas e o peso ideal

O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma ferramenta utilizada na área da saúde para avaliar a relação entre peso e altura de uma pessoa e, assim, classificar seu estado nutricional em categorias.

Etarismo: o que é, impactos na vida do idoso e a importância da pirâmide etária

o etarismo se refere a estereótipos, preconceitos e discriminação direcionada às pessoas com base na idade que elas têm.

Pluralidade cultural: o papel do pluralismo nas empresas

A pluralidade é um tema importante nos dias atuais, onde as fronteiras entre as nações se tornam cada vez mais fluidas e o mundo cada vez mais globalizado.

O que é ambidestria organizacional e quais são os benefícios

A ambidestria organizacional é uma abordagem que tem como objetivo equilibrar-se em dois focos sem perder a eficiência de suas operações.

Mundo BANI: o que é e como ele impacta a sua empresa

O BANI é uma maneira mais assertiva de enquadrar e entender o estado do mundo atual. Ao contrário do que muitos pensam, o mundo BANI não surgiu após a pandemia da Covid-19.
Ei, RH!Já conhece o planode saúde com foco emretenção de talentos?
×