Início Saúde 10 dicas para prevenir doenças cardiovasculares

10 dicas para prevenir doenças cardiovasculares

Autor

Data

Categoria

Você vai demorar cerca de 9 minutos para ler este texto. Nesse intervalo de tempo, 6 pessoas vão morrer vítimas de doenças cardiovasculares no Brasil. Sim, é isso mesmo. As doenças que afetam a circulação e o coração, como infarto e AVC, são a principal causa de morte no mundo. Aqui no Brasil, são mais de 1.100 mortes por dia, cerca de 46 por hora, 1 a cada 1,5 minuto (90 segundos).

Os números assustam, claro! Mas existe um caminho para driblarmos essa estatística. A maioria dos casos de doenças cardiovasculares poderiam ser evitados com cuidados preventivos e mudança de hábitos.

“Enfatizamos muito a questão da mudança de estilo de vida, porque tabagismo, obesidade e sedentarismo são fatores de risco para todas as doenças cardiovasculares”, explica Tales Massato Shibata, gerente médico da Sami. “Se conseguimos atuar nessas questões, diminuímos os riscos e, por consequência, a manifestação dessas doenças.”

Vamos entender como prevenir doenças cardiovasculares? Nesse conteúdo, vamos falar sobre:

  1. Atenção à pressão arterial
  2. Controle de colesterol
  3. Redução do açúcar no sangue
  4. Prática de atividades físicas
  5. Dieta balanceada 
  6. Controle do peso
  7. Corte de álcool, cigarro e outras drogas
  8. Autoconhecimento
  9. Acompanhamento multidisciplinar
  10. Consistência

10 dicas para prevenir doenças cardiovasculares

Segundo a American Heart Association (Associação Americana do Coração), há um conjunto de medidas positivas para tornar a vida das pessoas melhor e prevenir doenças cardiovasculares. Confira abaixo:

Atenção à pressão arterial

A hipertensão é um dos fatores de risco mais significativos quando falamos de doenças cardiovasculares, como o AVC.  O ideal, portanto, é manter a pressão arterial até 13 por 8. Por isso, é essencial levar uma vida equilibrada, com a prática de atividades físicas, alimentação balanceada (evite abusar do sal), e controle do estresse. Quando há o diagnóstico de hipertensão, é preciso seguir as recomendações médicas, que podem incluir uso de medicamentos.

Controle de colesterol

Você certamente já ouviu que o colesterol é um dos grandes vilões do coração. Isso acontece porque o acúmulo dessas gorduras pode resultar em artérias entupidas. Quando há controle de colesterol no organismo, as chances de obstrução diminuem e o sangue circula melhor.

Mas é importante diferenciar o tipo de colesterol. O LDL é o “colesterol ruim”, pois facilita o acúmulo de gordura nas paredes internas das artérias. Quando em níveis acima do parâmetro, pode obstruir os vasos e causar doenças como AVC e infarto. Já o HDL é o “colesterol bom”, que retira o excesso de gordura da circulação e leva para o fígado, que se encarrega de eliminá-lo. Por isso, quanto mais alto estiver, melhor.

A prática de atividade física e a alimentação equilibrada são as duas formas eficazes de manter os indicadores de colesterol nos parâmetros adequados. 

Redução do açúcar no sangue

O açúcar é essencial para fornecer energia para o corpo funcionar bem. Mas, em excesso, pode acarretar problemas sérios. Uma redução de açúcar no sangue não previne somente doenças cardiovasculares, mas também evita que rins, olhos e nervos sejam prejudicados.

Os números relacionados ao Brasil não são animadores: os brasileiros consomem 50% a mais de açúcar do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Desse total, 64% corresponde a açúcares adicionados, aquele que você coloca nos alimentos. O restante do consumo é o açúcar presente nos alimentos industrializados. 

Prática de atividades físicas

Até mesmo a mais simples das atividades físicas já pode fazer uma grande diferença. Segundo o Departamento de Medicina da Universidade de Harvard, a prática de atividades físicas é capaz de baixar a pressão arterial, controlar o colesterol do organismo e regular a quantidade de açúcar no sangue. A longo prazo, atividades físicas podem fazer com que as artérias do coração se dilatem com maior facilidade, o que melhora o fluxo sanguíneo.

Dieta balanceada 

Consumir alimentos de qualidade, na quantidade adequada e de acordo com as necessidades pessoais pode ser parte da fórmula para a longevidade com saúde.

Alimentos de alta qualidade incluem os não refinados e minimamente processados. Ou seja, quanto mais naturais, melhor. Legumes, frutas, grãos integrais, gorduras saudáveis (azeite, peixes ricos em ômega 3, abacate, linhaça, chia, chocolate amargo, manteiga de amendoim) e fontes saudáveis de proteínas (carnes magras, soja) fazem parte dessa lista. 

Um estudo publicado no jornal científico The Lancet demonstrou que uma em cada cinco mortes no ano de 2017 estavam associadas a uma dieta pobre. As doenças cardiovasculares foram, de longe, a maior causa de morte, provocando 10 milhões no mundo todo.

Controle do peso

O peso representa, literalmente, um fardo para todos os órgãos do corpo. Os quilos extras dificultam a respiração, o trabalho das articulações e até o transporte de sangue por veias e artérias. A lógica é a seguinte: quanto maior é o sobrepeso, maior é o esforço do coração para conseguir bombear o sangue. 

Tanto que, de acordo com dados do Ministério da Saúde, das seis causas de morte mais comuns no Brasil – acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio, pneumonia, diabetes, violência e hipertensão – quatro estão relacionadas à obesidade. Um cenário bastante preocupante num país em que mais da metade da população está acima do peso.

A combinação de uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos é a maneira mais recomendada para o controle do peso e dos fatores de risco que podem desencadear o surgimento de diversas doenças.

Corte de álcool, cigarro e outras drogas

Na fumaça do cigarro há substâncias químicas que passam dos pulmões para a corrente sanguínea (e, consequentemente, percorrem todo o corpo). Isso faz com que todas as células sejam alteradas, o que inclui o sistema circulatório. Já o consumo de substâncias alcoólicas e químicas pode causar hipertensão, alto nível de colesterol no sangue, e lesões arteriais. Tudo isso torna uma pessoa mais propensa a ter uma doença cardiovascular.

Abandonar esses vícios pode ser uma tarefa difícil, por isso é preciso considerar suporte médico e psicológico. 

Autoconhecimento

Você deve se conhecer melhor do que ninguém. Saber os seus limites, sintomas e comportamentos te empodera para entender as mudanças que devem ser feitas quando alguma situação diferente acontece. Além do que, o autoconhecimento nos ajuda a ter controle sobre o próprio comportamento. No caso das doenças cardiovasculares, o autoconhecimento pode nos ajudar a ter domínio sobre aquilo que devemos mudar em nossa rotina.

Acompanhamento multidisciplinar

Ter uma rede de apoio é importante tanto para abandonar práticas que não fazem bem como para aderir a outras que propiciam qualidade de vida. Com o acompanhamento multidisciplinar – que envolve profissionais como médico, nutricionista e educador físico – você pode receber orientações individualizadas sobre prática de atividade física e alimentação, além de uma análise sobre seu atual estado de saúde e definição dos passos da sua jornada em busca do bem-estar.

Consistência 

Uma coisa é certa: a mudança de hábitos para prevenir doenças cardiovasculares não acontece do dia para a noite. É um processo constante e perene, por isso deve ser encarado com consistência.

E sabe o melhor? Todas as dicas acima não só te farão mais saudável como te darão muito mais disposição para viver uma vida prazerosa. Porque não é imposição. É uma mudança de mentalidade. Afinal, a prevenção às doenças cardiovasculares começa de dentro para fora. E então, disposto a viver melhor?

e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

eNPS: o que é, sua importância e como os benefícios impactam?

Gestores que estão por dentro das tendências de mercado e seus indicadores, já devem ter ouvido falar do eNPS (employee Net Promoter...

Dengue: veja os principais sintomas e como se proteger

A dengue ainda é endêmica no Brasil, ou seja, está frequentemente presente entre a população. Isso acontece devido às condições climáticas e...

Política de benefícios: como estabelecer uma para o seu negócio

Se está pensando em construir ou aperfeiçoar a política de benefícios da sua empresa, saiba que essa é uma atitude inteligente.

Preços de planos de saúde disparam, mas Sami segura e fecha 34% abaixo

Com a inflação batendo 12,13% no acumulado em 12 meses em maio de 2022, além de os brasileiros estarem economizando no que...

Mães no mercado de trabalho: desafio é vencer preconceito

Pense em todas as mulheres que você conhece no mercado de trabalho. Agora imagine que daqui a dois anos metade delas terá...
e-book Como estruturar uma política de plano de saúde para sua empresa do zero