Início Saúde Insolação e seus perigos para a saúde

Insolação e seus perigos para a saúde

Autor

Data

Categoria

Com a chegada do verão e os dias mais quentes, piscinas e praias se tornam os lugares preferidos para se refrescarem e curtirem o dia ensolarado. Apesar da alegria que gira em torno das brincadeiras e atividades, existe um perigo que a maioria só passa a se cuidar depois que acontece: a insolação.

O excesso de sol pode gerar graves complicações para a saúde, podendo até levar à morte. No Brasil, por ser um país tropical, o cuidado com a insolação precisa acontecer em todas as épocas, independente das estações mais quentes

Ou seja, mesmo em dias nublados e mais frios, atividades ao ar livre precisam acontecer com alguns cuidados básicos para evitar risco de queimadura por raios ultravioletas. Vamos entender melhor sobre o assunto?

O que é insolação?

Provavelmente, aqueles que ainda não passaram pelo problema da insolação podem não estar muito preocupados com ele e os perigos que pode causar. No entanto, é fundamental estarmos atentos aos cuidados com a saúde e sua prevenção.

Mais comum nos meses mais quentes, a insolação acontece quando há exposição excessiva ao sol ou ao calor. A temperatura corporal passa a aumentar de maneira muito rápida e o corpo não consegue transpirar o suficiente para resfriar o corpo. Assim, começam os primeiros sinais de mal-estar da insolação.

Podendo levar ao coma e até à morte, a insolação precisa ser evitada ao máximo. Afinal, a exposição excessiva ao sol pode gerar queimaduras graves e aumentar o risco de câncer de pele e desidratação.

De acordo com o Ministério da Saúde, a insolação acontece quando a temperatura corporal passa de 40ºC e o indivíduo perde minerais, sais e muita água de maneira muito rápida.

No entanto, a exposição ao sol não é o único modo de ter uma insolação. Segundo o Ministério da Saúde, o problema também pode acontecer quando:

  • Se pratica atividades físicas exaustivas e que causam esgotamento e enfraquecimento físico;
  • Há excesso de roupas durante o calor;
  • Deixam de se hidratar por longas horas.

Quais são os sintomas da insolação?

A insolação pode causar sintomas curtos ou mais longos e depende de como cada corpo vai se comportar. Crianças e idosos precisam de ainda mais atenção, pois sofrem mais com as consequências da longa exposição ao sol, podendo gerar problemas ainda maiores.

Entre os principais sintomas, são observados:

  • Dores de cabeça

Pode surgir lentamente devido à alteração de temperatura corporal. Portanto, caso esteja exposto ao sol ou em alguma das situações abordadas acima, fique atento.

  • Ânsia de vômito e náuseas

Pode ou não ser acompanhada de ânsia de vômito, a náusea é muito comum durante a insolação devido à sensação de mal-estar causada no estômago.

  • Visão turva

Geralmente, pessoas com insolação sentem os olhos secos e sensibilidade à luz solar.

  • Tontura

Um dos sintomas mais lentos da insolação, a tontura indica alguma mudança na alteração cardíaca.

  • Desorientação

O aumento da temperatura corporal gera uma sobrecarga em todos os sistemas internos do corpo, com isso, interfere diretamente no raciocínio lógico.

Como tratar a insolação?

A forma de tratamento da insolação vai depender do estado do paciente. Em estados críticos, com desmaios, coma e extremidades arroxeadas, será necessário um atendimento mais intensivo e hospitalar.

Quadros leves geralmente apresentam apenas alguns sintomas mais fracos, podendo ser tratados com medidas simples.

De acordo com a Biblioteca Virtual em Saúde, do Ministério da Saúde, algumas medidas são essenciais:

  • Mover o paciente para um local fresco e com sombra;
  • Remover peças de roupa ao máximo;
  • Caso esteja consciente, mantê-lo com a cabeça elevada e em repouso;
  • Oferecer água gelada ou fria ou qualquer bebida que não contenha álcool;
  • Borrifar água no acidentado;
  • Aplicar compressas de água fria nos mesmos locais onde são aplicados em caso de febre: axilas, testa e pescoço;
  • Se possível, dar banho gelado em pacientes ou colá-lo com o corpo todo dentro da água, uma banheira ou piscina podem ajudar. Caso não consiga, encharque roupas com água gelada e o cubra.

Em casos mais graves, onde aparecem sintomas como desorientação, vômito, desmaio e tontura, é necessário atendimento médico de emergência.

Como é feito o diagnóstico da insolação?

O diagnóstico da insolação é feito por meio de um médico ao analisar os sintomas do paciente. No entanto, alguns profissionais podem solicitar exames para entender o nível da insolação, bem como para saber se houve algum comprometimento mais grave.

Nesses casos, podem ser solicitados: exame de sangue para verificar as taxas de sódio e potássio, exame de urina para verificar o funcionamento do rim, teste de função muscular para saber se houve dano a algum tecido ou exames de imagem para entender se comprometeu os órgãos internos.

O que é bom para insolação?

Basicamente, na insolação perdemos líquidos e minerais essenciais para o funcionamento do nosso organismo. Portanto, a melhor medida para combater uma insolação é a hidratação.

Além disso, use protetor solar adequado ao seu tipo de pele, independente do sol, evite o sol entre 12h e 16h, prefira lugares arejados e com sombra, não use roupas pesadas e escuras e reaplique o protetor solar sempre que necessário. 

Ei, RH! Quer economizar até30% no plano da sua empresa?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

IMC: entenda as faixas e o peso ideal

O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma ferramenta utilizada na área da saúde para avaliar a relação entre peso e altura de uma pessoa e, assim, classificar seu estado nutricional em categorias.

Etarismo: o que é, impactos na vida do idoso e a importância da pirâmide etária

o etarismo se refere a estereótipos, preconceitos e discriminação direcionada às pessoas com base na idade que elas têm.

Pluralidade cultural: o papel do pluralismo nas empresas

A pluralidade é um tema importante nos dias atuais, onde as fronteiras entre as nações se tornam cada vez mais fluidas e o mundo cada vez mais globalizado.

O que é ambidestria organizacional e quais são os benefícios

A ambidestria organizacional é uma abordagem que tem como objetivo equilibrar-se em dois focos sem perder a eficiência de suas operações.

Mundo BANI: o que é e como ele impacta a sua empresa

O BANI é uma maneira mais assertiva de enquadrar e entender o estado do mundo atual. Ao contrário do que muitos pensam, o mundo BANI não surgiu após a pandemia da Covid-19.
Ei, RH!Já conhece o planode saúde com foco emretenção de talentos?
×